Últimas Notícias do Fluminense

Walter revelou o salário astronômico que recebia nos tempos de Fluminense

Aos 33 anos, Walter, ex-atacante de clubes renomados como Porto, Internacional, Fluminense, e Goiás, vive um momento de reflexão e ajustes em sua vida. Em entrevista exclusiva, o jogador revelou ao ge as consequências de decisões passadas que hoje refletem em uma vida mais modesta, longe dos holofotes e salários exorbitantes de sua época áurea.

Com uma carreira que se estendeu por mais de duas décadas, Walter acumulou títulos, uma experiência valiosa na Europa e uma jornada em alguns dos maiores clubes do futebol brasileiro. No entanto, o atacante enfrenta os desafios decorrentes de “erros do passado”, como ele mesmo admite, que incluíram suspensões por doping e gastos excessivos.

Atualmente defendendo o Pelotas, na segunda divisão gaúcha, Walter encara uma realidade financeira distante da que um dia conheceu. Sua única filha, Catarina Vitória, de 13 anos, representa uma das suas maiores responsabilidades, o que o levou a repensar sua relação com o dinheiro, especialmente em relação à pensão que paga, considerada desproporcional à sua renda atual.

Walter ganhou salário astronômico no Fluminense

O período de maior prosperidade financeira de Walter ocorreu durante sua passagem pelo Fluminense, entre 2014 e 2017, onde o salário atingiu o pico de sua carreira. “Ganhava R$ 350 mil. Fui ter dinheiro mesmo de 2014 para 2017”, disse. No entanto, as consequências de um estilo de vida imprudente e decisões mal orientadas começaram a surgir, incluindo uma dívida substancial por um apartamento em Portugal.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Hoje, penso duas vezes quando vou comprar algo”, revela Walter, evidenciando uma mudança significativa em seu comportamento em relação ao consumo. O jogador também destaca a importância de sua família e amigos, que continuam a ser um suporte vital, apesar dos desafios financeiros enfrentados.

A história de Walter no futebol é um lembrete da volatilidade da carreira esportiva e da importância de uma gestão financeira e pessoal prudente. Embora os dias de glória nos campos possam ter diminuído, o legado de Walter permanece, marcado por triunfos, erros e, acima de tudo, valiosas lições de vida.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo