Últimas Notícias do Fluminense

Vídeo: Faz o L! Filho de Cano demonstra muita qualidade jogando futebol

Germán Cano já é um ídolo da torcida do Fluminense: o centroavante argentino, que chegou ao Tricolor das Laranjeiras em 2022, não cansa de marcar gols com a armadura do Time de Guerreiros, e seu gesto de comemorar os gols fazendo a letra L com os dedos é uma verdadeira febre entre os torcedores.

A tradicional comemoração de Cano é uma homenagem ao seu filho, Lorenzo. Recentemente, o atacante teve outra filha, Leonella, e chegou a adaptar a comemoração para um duplo L, em homenagem aos dois.

Lorenzo frequentemente é chamado por torcedores de “a criança mais amada do Brasil”, referenciando a quantidade de vezes que ele é indiretamente homenageado por torcedores que copiam o gesto de Germán Cano.

Filho de peixe, peixinho é; Lorenzo, filho de Cano, mostra faro de artilheiro

Após a partida do último domingo (3), em que o Fluminense venceu o Fortaleza por 1 a 0 no estádio Raulino de Oliveira, Lorenzo foi flagrado brincando com uma bola em uma das salas de aquecimento do local, e o vídeo viralizou nas redes sociais.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

No vídeo, é possível ver o pequeno Lorenzo usando uma camisa do Fluminense com o número do pai e marcando vários gols.

O faro de gol de Lorenzo, filho do artilheiro Cano, chamou a atenção de torcedores nas redes sociais. Se o espírito artilheiro é hereditário ou não, não é possível afirmar com certeza, mas o vídeo mostra que o garoto tem intimidade com o gol.

Seu pai é o jogador que mais fez gols no mundo em 2023, empatado com o norueguês Erling Haaland, do Manchester City (Inglaterra), com impressionantes 33 gols.

Pedro Sosa

Estudante de cinema que ama filmes e ainda não se encontrou na área, também apaixonado por futebol e pelo Fluminense. Grande admirador de cineastas disruptivos e que desaprovam o cinismo, e também obcecado pelas canhotas mágicas dos camisas 10 que desfilam nos gramados; ou seja: fã de Jean-Luc Godard e Lionel Messi.
Botão Voltar ao topo