Últimas Notícias do Fluminense

Vaza rombo nos cofres do Fluminense. Ficamos chocados!

O Fluminense encerrou a temporada de 2023 completamente satisfeito, com receita recorde e um título da Copa Libertadores da América, o primeiro de toda a sua história. No entanto, levando em consideração os números projetados pelo setor financeiro, aumentou um pouco sua dívida. O Tricolor compartilhou o balanço, com o demonstrativos sobre o ano anterior.

Entre as baixas no caixa do Fluminense, está a diminuição das receitas com transferência de jogadores e mecanismos de solidariedade em 83%, levando em comparação a temporada de 2022. Assim, a definição pode estar relacionada por uma ação do Tricolor, em segurar seus principais ativos, como o próprio Nino, que foi para o Zenit-RUS, já em 2024, e André, que teve propostas recusadas.

“Nosso 2023 foi um ano especial. Chegamos ao nosso objetivo de conquistar a América antes do que imaginávamos quando começamos essa jornada, em meados de 2019. (…) Olhar para as taças internacionais agora eternizadas em nossa história é ainda pouco para descrever os avanços obtidos”, iniciou o presidente do clube, Mário Bittencourt, em carta.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Mário Bittencourt detalha números do Fluminense

Pensando nas dívidas, mesmo com o superávit, o passivo que se desdobra sobre o valor total passou de R$ 793 milhões para R$ 822 milhões, números que impressionaram os torcedores e geraram certos questionamentos. O dirigente do clube ainda confirmou que o objetivo é reverter a situação. Enquanto isso, a expectativa da torcida é por novos títulos ao ano.

“Entre eles, o equacionamento da grave situação institucional que encontramos no Fluminense e que nos comprometemos a reverter. Esse tem sido objeto do trabalho incansável de nossas equipes nos últimos anos. As demonstrações financeiras que apresentamos agora são uma materialização desse esforço”, revelou o profissional.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo