Últimas Notícias do Fluminense

Thiago Silva recorreu ao SUS para tratar grave doença bacteriana

Quando os torcedores projetam problemas médicos que os jogadores de futebol podem ter enfrentado durante a carreira, é natural que as lesões ortopédicas, como torções, rompimento de ligamentos, fraturas, entre outras, sobressaiam ao pensamento. No entanto, eles também estão sujeitos à doenças comuns. Foi o caso de Thiago Silva, ídolo incontestável do Fluminense.

O jogador que é reconhecido por sua carreira de sucesso no exterior, enfrentou uma tuberculose aos 21 anos, quando ainda tentava buscar seu espaço no futebol Europeu. Vale ressaltar que o diagnóstico da doença veio na época em que defendia a equipe do Dínamo de Moscou (Rússia), em 2005. No entanto, é possível que ele tenha se deparado com a condição em 2004, quando ainda defendia o time B do Porto.

De maneira impressionante, Thiago Silva ficou quatro meses distante dos gramados, e quase precisou encerrar a carreira, já que a doença pulmonar afeta especialmente a capacidade respiratória, algo que é indispensável para um jogador, especialmente na defesa. Ele voltou ao Brasil para realizar o tratamento, através do SUS (Sistema Único de Saúde).

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Thiago Silva superou filme de terror em sua história

Vale ressaltar que a tuberculose que atingiu o ídolo do Fluminense, é provocada por um tipo de bactéria chamada Mycobacterium tuberculosis. Ela pode ser transmitida por gotas, no momento em que a pessoa fala, tosse ou espirra. Mesmo em um momento aterrorizante, ainda no início da carreira, Thiago Silva demonstrou persistência e não demorou para garantir a sonhada carreira.

Agora, conta os dias para entrar novamente em campo pelo Fluminense, algo que de acordo com o próprio atleta, já era esperado. O jogador se despediu do Chelsea, e mesmo entre as especulações de aposentadoria, segue convincente de que chega ao Rio de Janeiro em busca de títulos. No clube, reencontrará grandes colegas de profissão.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo