Destaques

Técnico do Fluminense já marcou gol e venceu título contra o Manchester City

Fluminense e Manchester City farão, pela primeira vez na história de ambos, um confronto. Sem nunca terem se enfrentado antes, agora ambas as equipes jogarão em uma partida valendo a taça do Mundial de Clubes da FIFA, onde o Tricolor busca superar os europeus e quebrar o domínio do continente que dura desde 2012.

No entanto, a história entre Fluminense e Manchester City já tem um passado, mesmo sem ambos nunca terem se enfrentado. Isso porque um funcionário de dentro do clube das três cores já ganhou um torneio contra o próprio Manchester City, com direito a marcar um gol na grande final quando defendia outra equipe.

A pessoa em questão é Edevaldo Cavalo, hoje supervisor técnico da equipe Sub-16 do clube Tricolor, que ganhou o Troféu Joan Gamper de 1982 quando defendia o Internacional e até mesmo marcou o gol da final na ocasião, podendo trazer sorte para o Flu no duelo de sexta-feira contra os ingleses.

O torneio em questão acontece anualmente e é organizado pelo Barcelona. Atualmente, apenas um jogo já define o campeão. Todavia, naquela época, o formato era diferente, e o Internacional de Edevaldo viajou até a Espanha para o torneio, que se iniciava nas quartas de final. Após superar o Barcelona nas quartas e o Colônia na semifinal, a decisão foi diante do Manchester City.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Edvaldo fala sobre gol e decisão

No jogo em questão, o Internacional acabou saindo vitorioso do torneio, onde o Colorado do Rio Grande do Sul venceu por 3×1 na grande decisão, com gol de Edvaldo, que jogava como lateral direito. Durante entrevista concedida ao Portal GE, o ex-lateral direito comentou sobre a decisão e o gol feito dando título ao clube.

“Tive a felicidade de fazer um gol. Não lembro se foi de falta ou de pênalti. Não tenho a memória de cabeça. Foram tantas coisas boas que aconteceram. O importante foi que eu fiz o gol (risos). De conhecimento, de jogadores importantes, nós não tínhamos de cabeça. Sabíamos que era uma equipe forte, uma equipe boa. Não era dessa grandeza de hoje, de dinheiro. Mas sempre foram famosas. Assim como Liverpool, Manchester United…” – Falou Edvaldo sobre o título.

Vale lembrar que, na mesma competição em que ganhou a final contra o Manchester City, o Internacional de Edvaldo, que hoje trabalha no Fluminense, também venceu o Barcelona, que no jogo válido pelas quartas de finais, marcou a estreia de Diego Armando Maradona pelo clube catalão

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo