Últimas Notícias do Fluminense

Samuel Xavier revela atitude inusitada de John Kennedy antes da final da Libertadores

John Kennedy é um dos jogadores mais icônicos do atual elenco do Fluminense. O jogador entrou em campo vindo do banco de reservas para marcar o gol que garantiu o título da Copa CONMEBOL Libertadores para o Tricolor das Laranjeiras, levando a torcida à loucura.

Após o empate de 1 a 1 no tempo normal, com gols de Germán Cano e Advíncula, o time das três cores venceu o Boca Juniors por 2 a 1 na prorrogação, em 4 de novembro, no Maracanã. O atacante demonstrou desde cedo sua determinação, conforme revelado por Samuel Xavier. O lateral-direito notou a vontade de John Kennedy já no café da manhã do grupo.

Samuel Xavier fala sobre John Kennedy

Em uma entrevista ao programa MunDu Meneses, da ESPN, Samuel Xavier recordou que John Kennedy normalmente não participa do café da manhã. No entanto, no dia da final da Libertadores, o atacante foi um dos primeiros a se levantar para a refeição matutina.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Será que a galera estava ansiosa? Tem uma galera que vai para o café. Quem sempre está sou eu, (David) Braz, Lima, Diogo (Barbosa) e Thiago Santos. No meu horário, umas 8h30. Quem vai antes, eu não sei, tem os turnos. No dia da final, eu cheguei e já tinha bastante gente”, comentou.

Por fim, Samuel Xavier conclui: “Eu olhei para a mesa e falei: “é almoço?” E a tia Rê (nutricionista) falou: “Samuca, já vieram alguns antes”. Até me assustei, pensei: “os guerreiros estão ansiosos para o jogo, esquece, hoje vamos ser campeões, (eles) nunca vêm tomar café” (risos). E o que chegou mais cedo decidiu o jogo para a gente (John Kennedy). Nunca tomou um café da manhã na vida (risos). Quando a tia Rê falou, todo mundo falou: “ele está querendo”.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo