Últimas Notícias do Fluminense

Saiu do Fluminense e agora está processando ex-ator pornô

Chamando a atenção longe dos gramados, o zagueiro Nino, velho conhecida da torcida do Fluminense e atual jogador do Zenit, da Rússia, entrou com um processo contra Alexandre Frota. A decisão leva em consideração uma frase do ator e ex-deputado federal, que teria feito uma insinuação sobre a convocação do atleta para a Seleção Brasileira, ainda na temporada passada.

De acordo com Frota, a escolha teria ocorrido por causa de um “acordo” com o técnico Fernando Diniz. que comandava a Seleção Brasileira naquele momento. Nino vem sendo auxiliado pelos advogados Márcio Felipe Buzalaf, Thiago de Souza Rino e Filipe Souza Rino e exige uma indenização de R$ 50 mil. No documento, os representantes do zagueiro afirmam que as declarações foram “desproporcionais”.

“São os acordos. Aí você esquece, entendeu? Isso é fora do entendimento da população e das pessoas quererem questionar. São os acordos que são feitos com partidos. Tudo tem um acordo. Ele (Nikolas Ferreira, deputado federal) não está lá porque os caras gostam dele. Ele (Nikolas) está lá porque, te garanto, aqui para trás a festa está montada e nem ele sabe”, disse Frota.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Torcida do Fluminense divide opiniões após falas de Frota

A situação foi compartilhada em um primeiro momento pela Rádio Itatiaia, e se desdobra na 2ª Vara Cível de Cotia, em São Paulo. O ator apontou as acusações sobre o ex-jogador do Fluminense, no canal Futeboteco em março deste ano. Por ser um atleta que contribuiu positivamente ao time carioca, as falas rapidamente circularam nas redes sociais.

“É mais ou menos o que o Diniz fez com aquela vergonha daquele zagueiro do Fluminense, que está no Zenit. O que ficou na Seleção Brasileira por dois jogos… O Nino! O Nino na Seleção Brasileira não dá. O Diniz sabia que ele ia para o Zenit e levou o cara para três jogos. Meu irmão, depois que o cara coloca a camisa da Seleção e fotografou, o preço sobe! Mandou embora e “tchau, não esquece meus 5% quando chegar lá”, “o primeiro salário manda para mim”, “fui eu que te coloquei lá”, revelou.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo