Últimas Notícias do FluminenseDestaquesEx-Jogadores e Ídolos do Fluminense

Ruy Cabeção virou mesmo advogado? Confirmado!

Ex-jogador enfrentou quadro de depressão pós-aposentadoria

Muitos jogadores de futebol quando se aposentam decidem seguir na modalidade atuando como dirigente e até mesmo treinadores. Entretanto, Ruy Cabeção, que conta com passagens por Botafogo, Fluminense e Cruzeiro, decidiu abandonar de vez as chuteiras e seguir a carreira de advogado. Hoje, aos 45 anos, o ex-volante contabiliza dois anos à frente de um escritório.

Nos últimos dias, a vida pessoal de Ruy Cabeção veio à tona com seu currículo viralizando nas redes sociais. Após abandonar o futebol, em 2015, e enfrentar um quadro de depressão, o ex-jogador do Fluminense foi aprovado na prova da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Feliz em sua nova fase, o craque revelou que compõe o quadro em um escritório de advocacia em Belo Horizonte

– “Eu tomei essa decisão (de ser advogado) seis meses depois de ter pendurado as chuteiras. Fiz primeiramente uma reunião lá em casa, com a minha família, porque havia recebido sondagens para ser dirigente de futebol, diretor de futebol, treinador de futebol. Mas fui voto vencido porque a vida de gerente de futebol é muito parecida com a do atleta. Então vi no direito uma possibilidade de poder cuidar de tudo aquilo que adquiri no percurso dessa carreira” – disse Ruy ao ge.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Carreira de Ruy Cabeção no futebol

Revelado com a camisa do América-MG, o volante conta com um extenso currículo de clubes na carreira. De modo geral, Ruy Cabeção defendeu: Cruzeiro, Botafogo, Fluminense, Guarani, DC United (EUA), Figueirense, Náutico, Grêmio, Boavista, Brasiliense, Betim, América-RN, Alecrim, Operário-MT e Mixto. No mais, disputou 470 jogos e marcou 36 gols.

Potencializando ainda mais sua trajetória, o advogado erguer as seguintes taças:

  • Campeonato Carioca (2006)
  • Campeonato Brasiliense (2011)
  • Campeonato Mineiro (2001 e 2003)
  • Copa Sul-Minas (2000 e 2002)

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo