Últimas Notícias do FluminenseDestaquesEx-Jogadores e Ídolos do FluminenseJogos e Partidas do Fluminense

Ronaldinho Gaúcho tem apartamento invadido no Rio de Janeiro

Craque não estava no imóvel

Um dos jogadores mais emblemáticos da Seleção Brasileira viu seu nome ganhar repercussão por um motivo nada agradável. Após não ter quitado dívida avaliada em mais de R$ 70 mil, o craque teve sua residência invadida pela Justiça. No entanto, o imóvel estava alugado para outra inquilina, que fechou negócio com a mãe de um dos filhos do ídolo tricolor.

De modo geral, o caso ocorreu no luxuoso condomínio Península, na zona oeste do Rio de Janeiro. Com uma procuração em mãos, a polícia adentrou à casa com a finalidade de penhorar bens para saldar uma dívida de Ronaldinho Gaúcho. Preocupa com a situação vexatória, a inquilina comprovou ter alugado o imóvel, mas optou por fazer as malas após a repercussão do caso.

Para se ter noção, a ação foi motiva por um processo inicialmente movido pelo craque contra uma empresa por uso indevido de sua imagem. Na ocasião, Ronaldinho solicitou uma indenização no valor de R$ 400 mil. Todavia, a Justiça julgou o pedido como improcedente, gerando uma cobrança da Assessoria e Marketing Esportivo. Em resumo, a instituição sobra os honorários advocatícios em R$ 77.934,31.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ronaldinho Gaúcho com outras preocupações

Apesar do incidente envolvendo seu nome, os advogados do craque estão orquestrando uma melhor saída para solucionar o problema. Enquanto o processo não é finalizada, Ronaldinho Gaúcho coloca como prioridade a realização de um jogo beneficente para auxiliar as vítimas da fortes chuvas que inundaram diversas cidades do Rio Grande do Sul.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo