Últimas Notícias do FluminenseDestaques

Reviravolta aconteceu e Fluminense é campeão Mundial

Tricolor tenta reconhecimento de "Mundial"

No dia 22 de dezembro, o Fluminense se despediu da Arábia Saudita com o vice-campeonato do Mundial de Clubes. Após despachar o Al-Ahly, do Egito, na semifinal, o elenco comandado por Fernando Diniz encarou o Manchester City na decisão. Favorito ao título, o plantel de Pep Guardiola massacrou os brasileiros por 4 a 0, mas os dirigentes do Tricolor das Laranjeiras tentam o reconhecimento da taça.

Mesmo tendo perdido o título da edição atual para o Manchester City, o Fluminense vive uma polêmica constante ao tentar legitimar a conquista de um “mundial”. Sobretudo, o Tricolor das Laranjeiras tenta pleitear a taça faturada há mais de 50 anos, em 1952. Na ocasião, os brasileiros disputaram a chamada Copa Rio e venceram sem muitas dificuldades.

A princípio, de forma invicta, o Fluminense conquistou a competição após passar por cima de diversos clubes. Em resumo, o Tricolor das Laranjeiras despachou o Sporting (POR), Grasshoppers Club (SUI), Peñarol (URU), Áustria Viena (AUS) e o Corinthians. O torneio em questão foi disputado no Brasil e teve as semifinais e finais realizadas no Maracanã.

Por ter sido um campeonato que reunia campeões e vices de outros países, o Fluminense e seus torcedores consideram a competição como uma espécie de Mundial de Clubes. Todavia, a insistência dos cariocas em tentar legitimar o título não é vista com os mesmos olhos por parte da FIFA, que refutou o mesmo pedido do Palmeiras, campeão em 1951.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense e a nova chance

Enquanto a briga com a FIFA não resulta em capítulos favoráveis ao Fluminense, o clube brasileiro projeta um futuro promissor. Por ter sido campeão da Libertadores da América 2023, o Tricolor das Laranjeiras estará presente no Super Mundial de Clubes 2025. De modo geral, o formato da edição em questão será alterado, tornando o título um pouco mais complicado de ser alcançado.

De modo geral, 32 equipes disputarão o torneio, mas as vagas serão preenchidas com outros critérios. Confira abaixo quem já está garantido:

América do Sul (6 vagas no total):
Europa (12 vagas no total):
  • Chelsea, Real Madrid, Manchester City, Bayern Munique, PSG, Internazionale, Porto e Benfica;
Ásia (4 vagas no total):
  • Al Hilal (Arábia Saudita) e Urawa Reds (Japão);
África do Sul (4 vagas no total):
  • Al-Ahly (Egito) e Wydad Casablanca (Marrocos);
Américas do Norte e Central (4 vagas no total):
  • Monterrey (México), Seattle Sounders (EUA) e León (México);
Oceania (1 vaga no total):
  • Auckland City (Nova Zelândia)

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo