Fluminense na Libertadores

Relembre o dia que o Fluminense enfiou 6 x 0 no Arsenal

Na última terça-feira (4), o Fluminense foi até às redes sociais para relembrar um confronto memorável, compartilhando um gol marcado por Dodô, que entrou para a história. Naquela oportunidade, o ex-atacante do Tricolor completou um voleio de fora da área na vitória por 6 a 0 sobre o Arsenal pela Copa Libertadores de 2008, que completou exatos 16 anos durante a semana.

Dentro dos gramados, o Fluminense contou com atuação praticamente perfeita, a melhor daquele ano, aplicando uma goleada impressionante contra o Arsenal, por 6 a 0 no Maracanã. Os gols ficaram na responsabilidade de Thiago Neves, Dodô (autor de dois gols e dono do melhor desempenho em campo), Gabriel, Washington e Cícero. Na época, o clube alcançou liderança do Grupo 8, com quatro pontos.

Diferente do que especulavam na época, o Fluminense entrou em busca da vitória e não perdeu tempo estudando o objetivo do adversário. Os ataques que chamaram a atenção dos torcedores se originavam tanto dos laterais, que acumulavam importante ação, quanto em jogadas pelo meio. Vale ressaltar que Conca, Thiago Neves, Washington e Dodô, ainda atuavam na marcação.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense demonstra confiança e ataque se destaca

A equipe argentina, em desespero pela maneira como o Fluminense se posicionava, errava passes e o posicionamento em campo, abrindo espaço para a inesperada goleada. O primeiro gol logo foi marcado, aos 14 minutos, quando Thiago Neves cobrou com perfeição uma falta sofrida por Dodô, que já se mostrava em destaque. Assim, o Tricolor não parou mais.

Mesmo que a responsabilidade do primeiro gol tenha ficado para o companheiro, balançar a rede, Dodô atuaria em todos os tentos. A dupla de zaga acabou ficando sem grande função no confronto, já que o elenco se elevava ao ataque. O time se mostrou tão confiante na etapa inicial, que até o goleiro resolveu se arriscar em determinados momentos.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo