Últimas Notícias do Fluminense

Presidente do Fluminense joga tudo no ventilador sobre Diniz na Seleção Brasileira

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, falou tudo o que pensa sobre a divisão de Diniz entre o Tricolor das Laranjeiras e a Seleção. Em entrevista à CNN Esportes, ele afirmou que a divisão de Fernando Diniz com a seleção canarinho tem sido um processo bastante tranquilo.

Diniz e seus dois empregos

Mário Bittencourt disse que o clube iniciou as conversas com a CBF para garantir que o trabalho do treinador não fosse prejudicado.

“Quando o Fernando aceitou o convite da CBF, a gente já estava bastante perto de chegar naquele momento. Ele já havia sido sondado, e a gente iniciou conversas com o presidente Ednaldo Rodrigues, onde colocamos como condição que a ida dele para a seleção brasileira não atrapalhasse o trabalho do Fluminense”, disse Bittencourt.

Como a participação de Fernando Diniz na seleção brasileira se limita às datas FIFA, o presidente do Fluminense disse que a divisão tem sido sossegada: “Como é um trabalho de atuação dele apenas nas Datas Fifa, nas Eliminatórias e amistosos do ano que vem, ele agora tá com a seleção nesse momento, e o Campeonato Brasileiro parado, a Libertadores parada, a gente fez um desenho bastante tranquilo”, afirmou.

Bittencourt ainda disse que é um orgulho para o Fluminense ter Fernando Diniz como treinador do clube e da seleção brasileira.

O estilo único de Fernando Diniz

O maior desafio para Fernando Diniz é adaptar seus jogadores a um estilo de jogo diferente do que eles estão acostumados a jogar em seus clubes europeus. O “Dinizismo” não possui posições rígidas e prioriza a busca pela bola em detrimento da cobertura espacial.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“É muito diferente do que eu fui habituado nos últimos anos”, disse o lateral Danilo, do Fluminense. “É um desafio, mas também é interessante. Ele tem consciência de que é impossível já de início ele colocar aquilo que ele tem de jogo. Então, para ele, é também importante que a gente jogue um pouco com aquilo que nos deu sempre segurança, nossa base.”

Neymar, que foi treinado por Diniz no Santos, também elogiou o estilo do treinador. “É um cara que faz um trabalho completamente diferente de tudo que já presenciei”, disse o atacante da seleção brasileira. “É outro tipo de futebol. Tem mentalidade diferente do que já tive. A maioria dos treinadores que tive fazia quase as mesmas coisas. Ele gosta de reinventar o futebol, de te dar opções. É um cara muito interessante.”

O estilo de Diniz teve variações antes de conseguir dar certo no Fluminense. A equipe tricolor é atualmente a quinta colocada no Campeonato Brasileiro, semifinalista da Libertadores e bicampeã carioca. Desta maneira, percebe-se que o estilo do treinador está dando certo.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo