Últimas Notícias do FluminenseDestaquesFluminense no BrasileirãoJogos e Partidas do Fluminense

Político apoia John Textor em denúncia de manipulação de resultados no futebol brasileiro

Empresário do Botafogo mostro relatório completo de manipulação de resultados

Na última segunda-feira (22), John Textor, acionista da SAF do Botafogo, marcou presença da CPI para debater sobre suas acusações de manipulações de resultados no Campeonato Brasileiro. Apesar de ter suas falas contestadas por diversos dirigentes, o empresário norte-americano sabe o que está fazendo. Segundo o presidente da comissão, o Senador Jorge Kajuru, o mandatário apresentou provas conclusivas.

Após o Botafogo sucumbir na reta final do Campeonato Brasileiro 2023, John Textor contratou uma empresa especializada em investigar esquemas de manipulações de resultados. Com um dossiê completo de registros, o acionista alvinegro, em reunião privada, escancarou todos os documentos que reforçam suas acusações. Após o fim da sessão secreta, os senadores Jorge Kajuru e Romário deram créditos ao estadunidense.

– Nós chegamos a uma conclusão por unanimidade. De que ao invés de falarmos em provas, temos que dizer que o que obtivemos são indícios indiscutíveis com conteúdo. Não foi um blá-blá-blá, foi o tempo inteiro de quase duas horas de demonstração de imagens de tudo esclarecido que nos leva a não dizer que indícios não poderão virar prova. Caberá a nós sabermos agora escolher os convidados, sem a necessidade de convocações, para que podemos dar sequência à investigação e tendo a certeza que esta CPI, diferente de outros setores, buscará principalmente na Polícia Federal a companhia para tudo o que vimos” – iniciou Kajuru.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

John Textor recebendo o apoio dos políticos

Apesar de muitos presidentes de outros clubes da Série A alegarem que o norte-americano está interessado apenas em ajudar o Botafogo, o Senador provou o contrário. Sobretudo, John Textor mostrou provas de manipulação em diversas partidas, incluindo conteúdos que beneficiariam seus adversários no Campeonato Brasileiro.

– “Por exemplo, a questão do VAR. O senhor John Textor ele não veio para falar apenas do Botafogo como esperavam. Ele apresentou também indícios com imagens de declarações com relatório de entregue a nós de 180 páginas envolvendo nomes de jogadores de árbitros, portanto, nós temos outros jogos para discutimos e para analisarmos. Não foi uma reunião sobre o que aconteceu com o Botafogo e o que ele desmanchou até agora. Enfim, é isso. Não podemos fazer acusação. Podemos recomeçar a trabalhar muito e é isso que vamos nos fazer porque material suficiente, com conteúdo e indícios, nós temos” – disse ele.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo