Últimas Notícias do Fluminense

Parceiro de goleiro Bruno é preso por crime bizarro

Revelado nas categorias de base do Atlético Mineiro, contando com passagem pelo Corinthians e uma trajetória de sucesso com a camisa do Flamengo, o goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza acabou tendo um desfecho completamente inesperado sobre a carreira. No Rio de Janeiro, ele completou 234 jogos disputados, quatro gols marcados, além de ter um Brasileirão e três troféus do Cariocão.

Contudo, à partir de julho de 2010, o goleiro Bruno deixou de ser manchete positiva no futebol para ser preso por homicídio, ocultação de cadáver, sequestro e cárcere privado da modelo Eliza Samudio, com quem teve um filho. Em seguida, o profissional se deparou com 23 anos de detenção, período que acabou cumprindo “apenas” dez anos.

O ex-policial Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, também foi apontado entre os envolvidos na morte de Eliza. O seu histórico não é nada positivo, e na última quinta-feira (4), deu entrada no Presídio de Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, sendo apontado por outro assassinato. Agora, aponta o homicídio de Devanir Claudiano Alves, um ano antes da morte da modelo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Goleiro Bruno tenta retornar aos gramados

De acordo com o processo do Ministério Público, Bola, apontado no mesmo caso do goleiro Bruno, teria sido acionado pelo comerciante Antônio Osvaldo Bicalho, que acabou descobrindo um relacionamento extraconjugal da esposa com a vítima. Na temporada de 2019, os dois nomes envolvidos foram condenados pelo crime. O ex-policial estava em casa quando foi preso.

No caso do goleiro Bruno, o atleta ainda tentou voltar à normalidade, cogitando possibilidades dentro de campo. Ele ainda esteve em passagens por Poços de Caldas, Rio Branco-AC e Atlético Carioca, antes de se aposentar definitivamente no dia 13 de julho de 2021. Atualmente, segue no interior do Rio de Janeiro. O crime marcou o cenário nacional.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo