Últimas Notícias do Fluminense

Números comprovam que o Fluminense não teme a altitude

O Fluminense se prepara para enfrentar a LDU (EQU) em Quito, pelo jogo de ida da final da Recopa Sul-Americana, em um cenário que traz memórias mistas para o clube. Apesar dos desafios impostos pela altitude, o retrospecto do Tricolor atuando nessas condições traz mais confiança do que preocupação.

A equipe carioca, ao longo dos anos, demonstrou capacidade de superar as adversidades da altitude, com um histórico que inclui 18 jogos desde os anos 50, apresentando um saldo positivo: nove vitórias, três empates e seis derrotas, o que resulta em um aproveitamento de 55,5%. Desta forma, a torcida Tricolor está otimista para o primeiro jogo da Recopa, que será fora de casa.

Fluminense tem histórico favorável na altitude

As partidas em altitude sempre foram desafiadoras para os clubes brasileiros, mas o Fluzão conseguiu marcar 27 gols e sofrer 23 nessas condições, mostrando um equilíbrio entre ataque e defesa. Entre as partidas memoráveis, destacam-se os confrontos contra equipes bolivianas e colombianas nos anos 50, além dos embates mais recentes contra a própria LDU e outros clubes sul-americanos.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O jogo contra a LDU em Quito traz à tona lembranças de duelos anteriores, particularmente da final da Copa CONMEBOL Libertadores de 2008 e de confrontos pela Copa Sul-Americana, nos quais a altitude de 2.800 metros foi um fator relevante.

No entanto, a experiência acumulada e os resultados históricos positivos servem como motivação para o elenco tricolor, que busca superar mais uma vez o desafio e trazer um resultado positivo na busca pelo título inédito da Recopa Sul-Americana.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo