Últimas Notícias do Fluminense

Multicampeão pelo Fluminense alerta para perigos contra o Boca Juniors

Com a chegada do Fluminense na grande final da Copa CONMEBOL Libertadores da América, os torcedores estão muito empolgados. A partida, que acontecerá em jogo único no estádio do Maracanã, no dia 4 de novembro, às 17h (horário de Brasília), é a segunda oportunidade do Tricolor das Laranjeiras conseguir o título inédito da competição.

E nesta última terça-feira, 24, o zagueiro Digão, jogador formado nas categorias de base em Xerém, bi-campeão Brasileiro com o Flu em 2010 e 2012, comentou a expectativa da grande final contra o Boca Juniors, em entrevista ao Charla Podcast.

Digão prega cautela para o time do Fluminense

Segundo o ex-capitão Tricolor, o Fluminense precisa ter cuidado com o Boca Juniors, evitando levar os números ruins da equipe xeneize nesta temporada como único ponto a se considerar.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Não pode cair na pilha de achar que o Boca está morto. Porque não está. É um time traiçoeiro. Você diria que o Boca viria aqui e eliminaria o Palmeiras, mesmo que nos pênaltis? Então acho que é um jogo muito traiçoeiro, sabe? O Fluminense tem que entrar ligado. O Fluminense tem tudo para ser campeão, tem mais time, mas não está ganho e é um jogo perigoso”, disse o ex-zagueiro do Flu.

Desta forma, Digão acredita que o Fluminense deve ter cautela ao lidar com o time do bairro de La Boca, que tem seus diferenciais, tendo eliminado de maneira surpreendente um dos favoritos da competição, o Palmeiras, nas penalidades. Assim, o time das três cores precisa entrar atento no jogo, buscando matar a partida preferencialmente no tempo normal.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo