Últimas Notícias do Fluminense

Martinelli não tem pena e humilha o elenco do Vasco

Na noite desta última quarta-feira, 14, o confronto entre Fluminense e Vasco, realizado no Maracanã, terminou em um empate sem gols, um resultado que não captura inteiramente a tensão e as controvérsias que permearam a partida.

O jogo foi notavelmente interrompido por frequentes altercações entre os jogadores, além de várias interações acaloradas com a equipe de arbitragem, contribuindo para um clima de intensidade e disputa que foi além da competição esportiva.

Martinelli ficou irritado com elenco do Vasco

Em um momento de franca avaliação após o término do confronto, Martinelli, volante do Fluzão, expressou seu descontentamento com a conduta dos jogadores do cruzmaltino. Ele acusou a equipe adversária de deliberadamente provocar tumultos durante a partida, uma estratégia que, em sua visão, teve um impacto significativo no andamento do jogo, especialmente no segundo tempo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“O time dele (Vasco) reclamou mais que o nosso. Eles queriam tumultuar o jogo e conseguiram fazer isso”, Martinelli declarou.

Segundo ele, essa postura adversária levou a constantes interrupções, com o jogo sendo frequentemente paralisado para que os jogadores do Vasco pudessem expressar suas reclamações à arbitragem. “Quase não teve jogo no segundo tempo”, lamentou o volante, enfatizando como a estratégia do Vasco prejudicou o ritmo de jogo do Fluminense, uma equipe conhecida por sua intensidade e necessidade de manter a bola em movimento.

O jogo teve diversos embates, resultando em dois cartões vermelhos e oito amarelos, refletindo o alto nível de disputa do Clássico dos Gigantes, que terminou em 0 a 0, frustrando ambas as torcidas, que pegaram chuva para assistir ao empate sem gols.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo