DestaquesÚltimas Notícias do Fluminense

Mário Bittencourt decide rifar promessas do Fluminense a preço de banana

Considerado um dos clubes mais talentosos do mundo na revelação de grandes craques, o Fluminense nos últimos anos tem feito ainda mais grandes revelações. Um grande exemplo é na temporada 23/24, onde na Europa os dois brasileiros com mais gols são crias de Xerém.

No total, Evanilson pelo Porto e João Pedro pelo Brighton têm 18 gols feitos na temporada, destacando ainda mais o trabalho em Xerém. Porém, durante coletiva concedida na última terça-feira (30/01), Mário falou sobre diversos assuntos relacionados ao Fluminense, e um deles foi a própria base de Xerém.

O mandatário Tricolor comentou sobre seu planejamento de base, algo que ficou um pouco estranho para o torcedor, pois, assim como os demais no Brasil, o Flu lucra no mercado com a venda de jogadores criados em casa. Entretanto, além das grandes vendas, Mário pretende ainda fazer negociações menores no futuro, explicando a intenção desse modelo de negócio.

Mário Bittencourt comenta sobre planejamento na base

Conhecido por ser um presidente que gasta pouco e aposta bastante nos jogadores criados em Xerém, Mário Bittencourt falou sobre seu modelo onde ainda planeja lucrar bastante, como por exemplo com André, que será a maior venda do Fluminense em toda sua história, mas também vender por preços menores.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Em relação a jogadores, o Fluminense tem que se orgulhar por ter Xerém e ser um dos maiores vendedores do Brasil. O Fluminense se manteve de pé, não só na minha gestão, mas no passado. Se chegou vivo a 2019 é porque teve jogador para vender. Nosso número anual médio é uns 26 milhões de reais. Somos um clube vendedor.” – comentou Mário, que ainda acrescentou:

“Além das grandes vendas, espero também começar a fazer algumas vendas menores, de jogadores que sentimos que não serão absorvidos aqui em cima. Infelizmente, a CBF acabou com o Brasileiro sub-23. Eles jogariam esse campeonato. Temos de começar a criar uma linha aqui, além das grandes vendas, fazermos algumas menores para esses jogadores que não serão aproveitados, mantendo algum percentual e fazendo esse giro.” – Finalizou o mandatário Tricolor.

Com isso, a ideia de Mário, a princípio, é continuar faturando muito com Xerém, mas também vender por um preço mais baixo jogadores que não são aproveitados pelo Flu, podendo lucrar com esses atletas à medida que eles rendem em outro clube, mantendo algum percentual.

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo