Últimas Notícias do FluminenseDestaquesJogos e Partidas do Fluminense

Presidente do Fluminense se revolta e promete intimar a Conmebol

Presidente tricolor confirma interferência do clube em relação ao resultado

O primeiro jogo da final da Recopa Sul-Americana ocorreu nesta quinta-feira (22), no Estádio Casa Blanca, em Quito. Apesar da derrota do Fluminense por 1 a 0 para a LDU, a partida ganhou repercussão após vídeos viralizarem mostrando os graves erros da arbitragem. Indignado com a falta de critério adota pelo juiz, o presidente tricolor, Mário Bittencourt, prometeu tomar medidas cabíveis em relação ao resultado.

Perder nunca é um fator positivo, mas ser derrotado com o auxílio da arbitragem tem um peso maior, principalmente em um decisão. Após analisar as imagens e enxergar as graves falhas do juiz da partida, o presidente do Fluminense confirmou que a péssima atuação dos responsáveis por gerirem o confronto não passará despercebida.

– “Enfim… na próxima quinta-feira, diante de nossa enorme torcida, vamos buscar o resultado e mais esse título para nosso clube, com a mesma humildade de sempre. Sobre o erro grotesco de arbitragem, já estamos tomando as medidas administrativas cabíveis, sempre respeitando os trâmites legais e as instituições” – afirmou o mandatário do Fluminense.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense segue criticando

A princípio, Germán Cano sofreu dupla falta na pequena área, mas o VAR sequer foi chamado para verificar as infrações. O argentino foi empurrado e logo em seguida teve seu pé pisoteado pelo zagueiro da LDU. Por ter sido no início da primeira etapa, o empresário reafirmou que a falha interferiu diretamente no resultado do jogo.

– “Tão lamentável quanto o erro absurdo do árbitro em não marcar o pênalti no Cano, me deixa estupefato que parte da imprensa esportiva ignore que, além do empurrão, Cano tenha sido pisado no pé esquerdo dentro da área. Foram dois pênaltis no mesmo lance, um empurrão e um pisão! Ahhh, já ia me esquecendo…alguns deles ainda falam que a não marcação do pênalti não interferiu no resultado do jogo e ignoram também os quase 3 mil metros de altitude onde a partida foi disputada” – frisou Mário.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo