Fluminense na LibertadoresÚltimas Notícias do Fluminense

Keno não perde tempo e se compara a Bruno Henrique, do Flamengo

Atacante foi o garçom da final da Libertadores

Uma das principais contratações do Fluminense para a temporada vem fazendo jus ao valor paga pelos dirigentes em sua chegada ao Rio de Janeiro. Após colaborar com as duas assistências na final da Conmebol Libertadores, Keno voltou a ter seu nome idolatrado pela torcida tricolor. No entanto, assim como Bruno Henrique, do Flamengo, o atacante do Flu não teve uma trajetória favorável no futebol.

A maioria dos jogadores são selecionados para fazer parte dos times ainda nas categorias de base. Em continuidade, na medida que o atleta vai evoluindo dentro do clube, recebe a oportunidade de fazer parte do elenco principal. Porém, Keno não teve a mesma sorte e explicou o motivo de valorizar tanto a sua carreira e a conquista da Libertadores da América.

“Cinco anos atrás eu já sonhava em jogar uma Libertadores e hoje eu sou campeão. Isso, para mim, é loucura. Tem vários jogadores que são da várzea. O Bruno Henrique também jogou. Imagina o que se passa na cabeça do cara que não teve base, disputar o Mundial de Clubes, ganhar Libertadores como ele ganhou no Flamengo sendo o cara do time” – iniciou Keno.

Aos 34 anos, Keno possui um currículo invejável de títulos, mas explicou que teve o auxílio necessário para buscar sempre evoluir. De acordo com um dos principais jogadores do Fluminense, o suporte de pessoas próximas foi crucial para o seu sucesso.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Eu penso do mesmo jeito. Se eu não confiar em mim, quem vai são meus amigos próximos, meus pais, minha esposa e o cara começar a jogar com 23 para 24 anos e ser campeão da Libertadores com 34 anos… Eu nem sei o que falar” – finalizou o atacante.

Keno e seu diferencial

Revelado junto ao América-SE, Keno com passagens por diversos clubes do futebol nacional. Sobretudo, o camisa 11 do Fluminense conta comidas ao Botafogo-BA, Águia de Marabá, Paraná, Santa Cruz, São José-RS, Ponte Preta, Palmeiras e Atlético-MG, até chegar ao Tricolor das Laranjeiras. Por outro lado, no exterior, defendeu Atlas (MEX), Pyramids (EGI), Al Jazira (AE).

Na temporada atual, Keno disputou 48 partidas divididas entre Campeonato Carioca, Copa do Brasil, Libertadores e Brasileirão. Nesse ínterim, o atacante foi titular em 40 embates, tendo contribuído com cinco gols e 13 assistências.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo