Últimas Notícias do Fluminense

Joia do Fluminense é o 11º meia mais pronto do mundo

O trabalho feito pelo Fluminense em suas categorias de base é um grande motivo de orgulho para o clube, que é reconhecido mundialmente pela sua capacidade de formação de jovens atletas.

A Fábrica de Xerém não cansa de revelar jogadores promissores nos últimos anos, e essas joias tem ajudado o clube a se manter, seja pelas suas performances com a armadura do Time de Guerreiros, seja pelo dinheiro que garantem ao clube ao serem negociadas.

Alguns jogadores revelados nos últimos anos já brilham nas principais ligas do futebol europeu, como João Pedro (que se transferiu recentemente do Watford para o Brighton, ambos da Inglaterra), Evanilson (do Porto, de Portugal) e Luiz Henrique (do Real Betis, da Espanha).

Como o Fluminense não tem dinheiro de sobra para investir em contratações astronômicas, a utilização da base é fundamental para encorpar o elenco tricolor. Algumas peças importantes da equipe comandada por Fernando Diniz foram formadas na Fábrica de Xerém, como o atacante John Kennedy e os meio-campistas André, Martinelli e Alexsander.

Alexsander, do Fluminense, é visto como destaque por relatório da CIES sobre jovens atletas ao redor do mundo

Em publicação recente, a CIES Football Observatory, um grupo de pesquisa suíço especializado em análises esportivas, fez um levantamento com os 100 atletas nascidos de 2002 em diante que mais se mostram preparados para dar o salto para uma das 5 grandes ligas europeias (Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha e França).

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A lista inclui apenas jogadores que ainda não atuam na primeira divisão de algum desses países, e visa estimar um grau de experiência adquirido por cada atleta. O ranking não é composto necessariamente por qualidade individual ou característica de cada atleta, mas sim por sua maturidade, e busca avaliar os jovens que parecem prontos para jogar no mais alto nível do futebol europeu.

Entre os jogadores nascidos a partir de 2003, o volante Alexsander, do Fluminense, é o 11º meio-campista mais “pronto” para dar o salto rumo às ligas mais competitivas. Segundo o relatório da CIES, a joia de Xerém, que tem apenas 19 anos, já alcançou um grau de 49.1 na escala de experiência.

O líder geral do ranking de atletas nascidos de 2002 em diante é o zagueiro português Antônio Silva, do Benfica (Portugal), que acumula 75.9 pontos de experiência. O segundo colocado é um brasileiro: o atacante Vitor Roque, que defende o Athletico Paranaense mas já está negociado com o Barcelona (Espanha), e ostenta 63 pontos na escala.

Pedro Sosa

Estudante de cinema que ama filmes e ainda não se encontrou na área, também apaixonado por futebol e pelo Fluminense. Grande admirador de cineastas disruptivos e que desaprovam o cinismo, e também obcecado pelas canhotas mágicas dos camisas 10 que desfilam nos gramados; ou seja: fã de Jean-Luc Godard e Lionel Messi.
Botão Voltar ao topo