Últimas Notícias do Fluminense

John Kennedy, do Fluminense, não sabe porque tem esse nome

Uma das crias de Xerém, John Kennedy é visto dentro do clube como uma das grandes promessas de sua geração. Porém, enfrentou problemas quando subiu para os profissionais e a diretoria do Flu precisou tomar algumas atitudes para recuperar o atleta.

Por questões disciplinares dentro e fora de campo, o atacante teve que voltar a atuar nos times da base do clube e, mais recentemente, foi emprestado para a Ferroviária para a disputa do Campeonato Paulista. A intenção do Tricolor era que ele conseguisse amadurecer longe de casa.

Ao final do Paulistão, Kennedy foi reintegrado ao Time de Guerreiros e a expectativa é que ganhe chances com Fernando Diniz no decorrer da temporada.

Uma das curiosidades sobre o jogador é o seu nome. Ele conhece a origem, contudo, não se aprofundou no assunto para buscar explicações do porquê “John Kennedy”. Durante uma entrevista ao canal ESPN, ele falou um pouco sobre a questão.

“Meu pai sempre foi muito interessado pela história americana, por isso. Ele que escolheu esse nome. Nunca fui muito a fundo em perguntar a ele o porquê, mas ele que me colocou esse nome aí”, disse o jogador que em seguida completou.

“Sim, já convivo há muito tempo, desde a escola. Vem de muito tempo isso. Muitas pessoas me perguntam o porquê do nome, quem colocou. Eu nunca soube responder ao certo”, concluiu John Kennedy.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Sucesso de John Kennedy sobre o maior rival do Flu

John Kennedy surgiu na base do Fluminense como uma das maiores promessas dos últimos tempos. O jogador com faro de gol, sempre se destacou em clássicos, mas aparentemente tinha sua vítima preferida, o maior rival do Tricolor, o Flamengo.

Antes dos profissionais, atuando pelo sub-17 e sub-20, o atacante já tinha feito 11 gols em jogos contra o Flamengo e recebeu o apelido de “Carrasco”. Quando já era opção na equipe principal, John Kennedy recebeu a oportunidade de iniciar o clássico com o Rubro-Negro, no dia 23 de outubro de 2021, no lugar de Fred, Bobadilla e Abel Hernández.

Com apenas 19 anos, começou jogando com o Flamengo e foi decisivo. Logo aos 17 minutos do primeiro tempo abriu o placar da partida, e, na segunda etapa, novamente John Kennedy apareceu marcando o segundo gol. Assumindo de vez o apelido de “Carrasco” do Flamengo, mas dessa vez, pelos profissionais.

Botão Voltar ao topo