Últimas Notícias do FluminenseDestaquesEx-Jogadores e Ídolos do FluminenseHistória do Fluminense

Ídolo do Fluminense surpreende e rasga o verbo sobre Parreira

Ídolo tricolor não economiza ao disparar sobre um dos treinadores mais emblemáticos do Brasil

Nesta segunda-feira (27), os torcedores do Fluminense comemoraram os 40 anos da conquista do Campeonato do Brasileiro (1984), sob o comando de Carlos Alberto Parreira. Assim como os adeptos, Romerito, ídolo tricolor, também fez questão de enaltecer o elenco da época. Em entrevista cedida ao Lance!, o paraguaio afirmou que o comandante brasileiro foi o melhor com quem já trabalhou.

Após despachar diversos concorrentes, o Fluminense ergueu a taça mais cobiçada do futebol nacional em cima do Vasco da Gama. Irreverente na história do Tricolor das Laranjeiras, Romerito coroou sua destreza fora de curva com o gol do título. De acordo com o ex-jogador, suas façanhas dentro das quatro linhas devem ser creditadas a Parreira e seu esquema tático único. 

“O time estava muito unido com o Carbone, e quando vem o Parreira eu sou deslocado para a minha posição. O Parreira para mim é um dos melhores treinadores do mundo. Para mim foi o melhor que eu trabalhei. Eu cheguei aqui e falei que o Fluminense ia ser campeão. Quando eu cheguei aqui, eu já sabia que o Parreira ia ser o técnico”, disse o ídolo paraguaio.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense comemora além do título 

Por mais que os 40 anos da conquista do Brasileirão tenha ganhado evidência, uma outra notícia pegou a todos de surpresa no mundo do futebol. Carlos Alberto Parreira, que travava uma luta contra o linfoma de Hodgkin (câncer que se origina no sistema linfático), foi totalmente curado. A informações foi confirmada pelo ex-médico da Seleção Brasileira José Luis Runco.

Para além do Fluminense, Parreira treinou diversas seleções e clubes, sendo responsável por faturar os seguintes títulos: Copa do Mundo (1994), Copa das Confederações (2005), Copa América (2004) e Copa da Ásia (1980 e 1988).

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo