DestaquesÚltimas Notícias do Fluminense

Gerson fechou contrato com o Fluminense sem ninguém esperar

O futebol, por muitas vezes, costuma pegar os torcedores de surpresa, e isso não é algo novo, ocorrendo frequentemente. O Fluminense, por exemplo, muitas vezes teve atletas identificados com o clube saindo para rivais, como nos casos recentes de Pedro, Gerson e Ayrton Lucas. No entanto, em outras ocasiões, também teve o caminho inverso.

Uma das melhores histórias do clube foi sobre Gerson, que fechou contrato com o Fluminense após construir história não apenas em um rival, mas em dois. Conhecido como Gerson “Canhotinha de Ouro”, o ex-meio-campista que fez história no futebol entre os anos 60 e 70 jogou durante muito tempo no Flamengo e no Botafogo, dois dos grandes rivais do Flu.

No entanto, foi no Botafogo onde Gerson recebeu o maior destaque de sua carreira. Muito identificado com o Alvinegro Carioca, o ex-meia foi um dos nomes da conquista do primeiro brasileiro na história do clube, em 1968, além do histórico bicampeonato carioca de 1967 e 1968, que é sempre mencionado até mesmo por Zico.

Pelo Botafogo, ele jogou ao lado de grandes jogadores como Garrincha, Jairzinho, Roberto Miranda, Paulo Cézar Caju e o goleiro Manga, até deixar o clube em 1969 para fechar com o São Paulo. Ao todo nos rivais, Gerson teve 248 jogos pelo Botafogo com 96 gols feitos, enquanto no Flamengo, o ex-meia teve 147 jogos com 83 gols feitos.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Chegada ao Fluminense

Após uma boa passagem no São Paulo, ganhando um bicampeonato paulista e duelando contra o Rei Pelé, em 1972 Gerson voltou para terras cariocas. De forma um tanto surpreendente, não foi nem para o Flamengo nem para o Botafogo, fechando com o Fluminense, que seria seu terceiro clube no Rio de Janeiro.

A ida ao Fluminense, inclusive, era um sonho do meio-campista. Apesar da identificação com os rivais, nunca escondeu seu amor pelo Tricolor, realizando seu sonho de atuar no clube. No Tricolor das Laranjeiras, foi campeão carioca em 1973, encerrando a carreira em 1974, além, claro, de ter feito 57 jogos com cinco gols marcados.

Com uma carreira repleta de momentos gloriosos, o ex-meio-campista também teve muito sucesso na Seleção Brasileira. Em 1970, com uma das melhores gerações da história, ganhou a Copa do Mundo no México ao lado de Pelé, Rivelino, Carlos Alberto, Tostão, Jairzinho e entre outros craques geniais.

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo