Últimas Notícias do Fluminense

Germán Cano não quer saber e detona Fred

O atacante Germán Cano é uma das principais figuras do sucesso do Fluminense nas últimas temporadas. O argentino que completou 35 anos no início de 2023 é o grande artilheiro no Brasil e na Copa Libertadores com 18 gols somados em 32 partidas das duas competições. A expectativa, porém, é aumentar a marca em algumas dezenas.

O goleador do torneio continental revelou em uma entrevista que o meio-campista Paulo Henrique Ganso apostou mais de 50 bolas na rede durante todo o ano. Em 2022, Germán Cano parou nos 44. Atualmente, está em 35. Caso cumpra o desejo do maestro do Fluminense, o atacante argentino estará muito próximo de detonar um número expressivo do ídolo Fred.

O eterno camisa 9, autor de 199 tentos com a camisa do Tricolor – segundo maior artilheiro da história – começou a trajetória nas Laranjeiras em 2009. Quase três anos e sete meses depois, Fred atingia 100 gols pelo Fluminense. Cano, por enquanto, está perto de celebrar dois anos de casa com 79 bolas na rede…

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Amuleto?

A chance do artilheiro argentino diminuir a distância é na próxima quarta-feira (04), pela Semifinal da Copa Libertadores, contra o Internacional, a partir das 21h30. O Fluminense, inclusive, tem um amuleto para garantir a classificação no Beira-Rio. Jesús Valenzuela, da Federação Venezuelana, que será acompanhado de Jorge Urrego e Tulio Moreno. José Argote será responsável pelo VAR.

O árbitro foi escolhido pela Conmebol e apitará mais um duelo do Fluminense na edição do torneio continental. O primeiro? Simplesmente o triunfo por 3 a 1 sobre o Olimpia, em pleno Defensores del Chaco. O resultado deu fim a um longo ciclo sem vitórias como visitante de Germán Cano & companhia. Desde o dia 10 de Maio o Tricolor não vencia fora de casa. O retrospecto era de oito derrotas e três empates.

Fábio

Apaixonado por futebol desde os primeiros passos, sou mais um dos que tiveram o sonho de se tornar jogador interrompido por lesões (é verdade, operei o LCA duas vezes), mas também, claro, por outros inúmeros motivos. Tento, no Jornalismo, manter o meu contato com o esporte que amo com uma escrita diferenciada e única.
Botão Voltar ao topo