Últimas Notícias do FluminenseDestaquesJogos e Partidas do Fluminense

Fluminense vai ser campeão da Recopa por W.O contra a LDU?

Presidente do Equador decretou Conflito Armado Interno

O Equador está vivendo uma onda de violência descabível nos últimos dias, o que pode ser fator crucial para alterações drásticas na final da Recopa Sul-Americana entre LDU e Fluminense. Com a segurança pública do país comprometida, a Conmebol estuda alterar o local do primeiro confronto da final. Contudo, caso os donos da casa se neguem a jogar, o Tricolor das Laranjeiras será o campeão automaticamente.

Apesar da possibilidade, é provável que a Conmebol apenas faça a alteração do estádio do embate. Sobretudo, no dia 22 de fevereiro, a LDU receberá o Fluminense no Estádio Casablanca, em Quito. Se porventura a desordem civil permanecer nas mãos das gangues equatorianas, é provável que outro palco para a final seja escolhido longe das intermediações violentas.

Para se ter noção da gravidade da situação, o narcotráfico declarou guerra ao estado e a situação se tornou insustentável. Sobretudo, prédios públicos, universidades, emissora de TV e até mesmo nas ruas, os vândalos estão ateando fogo e ameaçando a população.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense sem preocupação

Mesmo com o presidente do país, Daniel Noboa Azin, estabelecendo um decreto emergencial que afirma um “Conflito Armado Interno”, o Fluminense não se preocupa com a final da Recopa Sul-Americana no momento. Em resumo, o time comandado por Fernando Diniz quer garantir o tricampeonato estadual e para isso coloca seu foco no Campeonato Carioca.

No dia 18 de janeiro, o Fluminense encara o Volta Redonda pela 1ª rodada do estadual. O confronto em questão será realizada no Estádio Raulino de Oliveira, às 21h30 (Horário de Brasília). Contudo, é válido destacar que o duelo contará com o time reserva, uma vez que os titulares do tricolor permanecem de férias.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo