Últimas Notícias do FluminenseFluminense no Brasileirão

Fluminense recebe ótima notícia e já comemora vitória

O Fluminense, claramente, é uma das principais forças no país e tende a ser favorito em diversos confrontos realizados não só no Brasileirão ou Copa do Brasil, como em duelos sul-americanos. O trabalho consolidado de Fernando Diniz trouxe uma confiança à torcida do Tricolor, que nunca duvida de uma reviravolta, a exemplo da classificação sobre o Internacional, em pleno Beira-Rio.

Não dá para deixar de “comemorar”, porém, quando um adversário do Fluminense tem desfalques, à medida em que não seja uma lesão/problema grave do jogador em questão. Diante do Boca Juniors, da Argentina, na grande decisão, o Tricolor já sabe que os “Hermanos” não terão o capitão Marcos Rojo à disposição, pois recebeu um cartão vermelho contra o Palmeiras, no Allianz Parque.

Fora de combate

Antes de aproveitar a brecha do experiente defensor, com passagem pelo Manchester United, da Inglaterra, o Fluminense terá a oportunidade de se beneficiar de outra ausência. O Tricolor ainda tem duas partidas pelo Brasileirão até o dia 04 de Novembro e a primeira é neste sábado, a partir das 22 horas, na Arena MRV.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Sem grandes pretensões no Brasileirão, especialmente em meio a semana da Final da Copa Libertadores, o Fluminense recebeu uma ótima notícia e se aproximou de um triunfo sobre o Atlético Mineiro. O zagueiro titular, Bruno Fuchs, não entra em campo por conta de uma lesão na coxa esquerda.

E no Flu?

O treinador Fernando Diniz também não tem força máxima, só que o motivo não é lesão e, justamente, o foco no Boca Juniors. O Fluminense não viajou a Minas Gerais com todos os titulares e tende a entrar em campo com um time misto: A provável escalação tem: Fábio; Samuel Xavier (Guga), Marlon, David Braz e Diogo Barbosa; André (Aleksander), Martinelli, Daniel; Arias (Yony González), Keno (Lima) e John Kennedy.

Fábio

Apaixonado por futebol desde os primeiros passos, sou mais um dos que tiveram o sonho de se tornar jogador interrompido por lesões (é verdade, operei o LCA duas vezes), mas também, claro, por outros inúmeros motivos. Tento, no Jornalismo, manter o meu contato com o esporte que amo com uma escrita diferenciada e única.
Botão Voltar ao topo