Fluminense na Libertadores

Fluminense encontrará legião de brasileiros na Libertadores de 2024

Na última segunda-feira (18), após importantes decisões dos Estaduais, as equipes do futebol nacional voltaram a atenção ao sorteio realizado pela Conmebol, em relação aos grupos da Copa Libertadores da América de 2024. Para o Fluminense, a cerimônia proporciona uma importante memória recente, considerando que chega como o atual campeão da competição.

Através do sorteio realizado na sede da Conmebol, em Luque, no Paraguai, ficou definido que o clube carioca enfrentará as equipes do Cerro Porteño (PAR), Alianza Lima (PER) e Colo-Colo (CHI). Desta vez, a equipe carioca pode considerar que está distante de um “grupo da morte”, gerando importantes expectativas para este início da competição. No entanto, para o técnico Fernando Diniz, gera um alerta.

O Fluminense terá pela frente importantes encontros com jogadores brasileiros, considerando que estão presentes nos elencos adversários. Pensando nas possibilidades, a equipe pode pensar no goleiro Jean, no atacante Edu e no zagueiro Eduardo Brock, todos vestindo a camisa do time paraguaio. Nos times dos peruanos e chilenos, não há nenhum atleta nascido no Brasil.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense se prepara para retornar aos compromissos da Libertadores

Ainda assim, alguns nomes podem ser vistos com maior atenção, como Barcos, atuando pelo Alianza Lima, e Vidal, ao lado do Colo-Colo. Além de ser o atual campeão da Copa Libertadores da América, o Fluminense ainda conquistou o título da Recopa Sul-Americana, já na temporada de 2024, superando a LDU, que também está na fase de grupos da Liberta.

Pensando nisso, o elenco pode utilizar a conquista como motivação extra, em busca da segunda taça da Copa Libertadores da América. O resultado do último final de semana deixou a desejar, eliminado pelo Flamengo na semifinal do Campeonato Carioca, após uma vitória em 2 a 0 e um empate em 0 a 0. No entanto, para Diniz, o resultado não pode definir o ano do clube.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo