Últimas Notícias do FluminenseDestaquesFluminense no BrasileirãoJogos e Partidas do Fluminense

Fluminense é informado sobre alterações nas regras de arbitragem para o Brasileirão

Entidade pretende melhorar os critérios

A arbitragem nacional é uma das mais desastrosas do mundo, com critérios divergentes para cada clube e não competição. No entanto, o Fluminense tomou ciência de algumas mudanças executadas pela Confederação Brasileira de Futebol. De modo geral, a entidade informou novas regras no Brasileirão 2024, que está previsto para estrear no próximo sábado (13).

A princípio, a International Football Association Board (IFAB) definiu novos critérios para a distribuição de cartões amarelos e vermelhos, bem como a marcação de infrações ao longo das partidas. Dessa forma, a CBF reuniu os árbitros em atuação no país para repassar as determinações que deverão ser implementadas no futebol mundial.

Potencializando ainda mais a necessidade de se enquadrar em um novo padrão, a entidade federativa bateu o martelo e confirmou que as regras entrarão em vigor não apenas no Brasileirão, como também na terceira fase da Copa do Brasil, prevista para ser iniciada em maio.

Novas regras para o Brasileirão:

Mão em contato com a bola de forma não intencional na pequena área:

– Quando um jogador, em momento de defesa, não deliberadamente impedir um ataque promissor com a mão/braço sancionável – por exemplo, abrindo o braço de forma antinatural -, dentro da área, ele não será advertido;
– Quando um jogador, em momento de defesa, não deliberadamente impedir uma clara oportunidade de gol com a mão/braço sancionável – por exemplo, abrindo o braço de forma antinatural -, dentro da área, ele será punido com o cartão amarelo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Invasão de jogadores na área durante as cobranças de pênaltis:

Para o ataque: se um companheiro de time do batedor invadir a área antes da cobrança, e essa ação lhe gerar vantagem para disputar a bola, tocá-la, tentar marcar o gol ou criar uma nova oportunidade, o árbitro punirá a infração com tiro livre indireto. Já se a ação impactar o goleiro e o gol for marcado, a penalidade será repetida.

Para a defesa: se um jogador de defesa invadir a área antes da cobrança e essa ação lhe gerar vantagem para disputar a bola, impedir um adversário não invasor de marcar o gol ou criar uma oportunidade para sua equipe, a cobrança de pênalti será repetida.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo