Últimas Notícias do Fluminense

Fluminense e Flamengo impediram o Vasco de jogar no Maracanã?

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) oficializou o estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, como palco para o confronto de volta da semifinal do Campeonato Carioca entre Vasco e Nova Iguaçu, uma escolha que levantou discussões sobre a influência de Flamengo e Fluminense na decisão. No entanto, informações apuradas indicam que a determinação teve outras motivações.

A decisão do Nova Iguaçu de levar a partida para fora do Maracanã, embora inicialmente pareça uma concessão aos interesses dos grandes clubes cariocas, na verdade, emerge de uma estratégia pensada pela própria equipe da Baixada.

Vasco não jogará contra o Nova Iguaçu no Maracanã

Com a percepção de que enfrentaria uma desvantagem diante de uma torcida do Vasco significativamente maior – como evidenciado na primeira partida da semifinal, que viu o Maracanã ser dominado pelos cruzmaltinos –, optou-se por um palco que equilibrasse mais as condições de jogo.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Essa escolha, embora possa resultar em menor receita de bilheteria devido à capacidade e ao apelo do Raulino de Oliveira em comparação ao Maracanã, é vista pelo Nova Iguaçu como um investimento a longo prazo. Ao buscar uma atmosfera de jogo mais neutra, a equipe almeja maximizar suas chances de avançar à final do estadual, o que não apenas valorizaria o elenco, mas também reforçaria a reputação do clube.

A FERJ, ao anunciar a sede do jogo, não esperou por uma negativa formal do Consórcio Maracanã, administrado pela dupla Fla-Flu, sobre o pedido do Nova Iguaçu, mostrando que a decisão foi tomada com base nas preferências e estratégias do próprio rival do cruzmaltino nessa semifinal.

Este cenário sublinha a complexidade e as nuances estratégicas que os clubes menores do Rio de Janeiro empregam para competir de igual para igual com os gigantes, destacando a capacidade do Nova Iguaçu de navegar no competitivo ambiente do futebol carioca.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo