Últimas Notícias do Fluminense

Fluminense é comunicado e terá que fazer viagem de 17.012 km

O Fluminense encerrou a temporada de 2023 em grande destaque, especialmente após ter alcançado a taça da Copa Libertadores da América, a primeira de toda a sua história. Ao comando do técnico Fernando Diniz, o Tricolor superou o Boca Juniors na decisão, que por coincidência ou destino, se desdobrou em um Maracanã lotado, estádio escolhido como um campo neutro.

Agora, a equipe inicia uma nova etapa na competição e já conhece os próximos adversários. Na noite da última segunda-feira (18), a Conmebol sorteou os grupos da Copa Libertadores da América de 2024. Vale ressaltar que além do Fluminense, o Brasil terá mais seis representantes nesta fase: Atlético-MG, Botafogo, Flamengo, Grêmio, Palmeiras e São Paulo.

Agora, o Fluminense enfrentará: Cerro Porteño (Paraguai), Alianza Lima (Peru) e Colo-Colo (Chile), Assim, de acordo com informações divulgadas por Juan Sebástian Pérez, na rede social X, a distância que o Tricolor percorrerá durante a fase de grupos da Libertadores, gira em torno de 17.012 km. O São Paulo, por exemplo, atual campeão da Copa do Brasil, percorrerá 19.224 km.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense estuda valores da Copa Libertadores da América

O restante, se desdobra em: Grêmio: 10.760 km • Botafogo: 26.874 km • Flamengo: 20.350 km • Palmeiras: 15.144 km • Atlético-MG: 16.976 km. Além de ir em busca de sua segunda taça da Copa Libertadores da América, o Fluminense segue de olhos nas importantes premiações da competição, com valores atualizado na última segunda-feira (18).

Fase de grupos: US$ 3 milhões (R$ 15,6 milhões) + US$ 330 mil (R$ 1,66 milhão) por vitória. Oitavas de final: US$ 1,25 milhão (R$ 6,5 milhões), Quartas de final: US$ 1,7 milhão (R$ 8,8 milhões), Semifinal: US$ 2,3 milhões (R$ 12 milhões), Vice-campeão: US$ 7 milhões (R$ 36,4 milhões). Enquanto isso, o campeão fica com: US$ 23 milhões (R$ 115,7 milhões)

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo