Últimas Notícias do Fluminense

Fluminense e Botafogo compartilharam dívida após vexame

No último domingo (3), o Fluminense enfrentou o Botafogo, pela última rodada da fase de pontos corridos do Campeonato Carioca, e mesmo com grande expectativa após a conquista da Recopa Sul-Americana, saiu com uma derrota em 4 a 2. Vale ressaltar que o elenco escolhido para o clássico era misto, considerando que o clube já estava tranquilo na competição.

No entanto, mesmo que o resultado não tenha influenciado em classificação para a semifinal, o clássico acabou gerando um prejuízo em relação ao setor financeiro. Fluminense e Botafogo se desdobraram em aproximadamente R$ 144 mil de despesas, de acordo com o borderô divulgado após a última rodada. O público total foi de apenas 21.492 torcedores.

Ainda de acordo com informações do documento, a receita do clássico do último domingo (3) foi de R$ 1.014.427,50, enquanto os custos se desdobraram em R$ 1.302.094,87. Assim, os rivais ficaram com um déficit de R$ 143.833,69, algo completamente inesperado, considerando se tratar de valores importantes. A maior quantia foi com a “Despesa Operacional do Estádio”, totalizando R$ 497.039,90.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense conta com grande responsabilidade em mãos

Em seguida, o aluguel do Maracanã também chega de maneira importante, completando R$ 300 mil. “Contas de Consumo” representaram R$ 110 mi, enquanto a Ferj ficou com R$ 90.793,95. A tabela gerou curiosidade entre os torcedores, entendendo o prejuízo que foi além do resultado em campo. O Botafogo, por sua vez, não conseguiu se classificar à semifinal.

A torcida terá importantes compromissos no ano, e além de ser o atual campeão da Recopa Sul-Americana, carrega o importante destaque pelo título da Copa Libertadores da América conquistada no ano anterior, o primeiro de sua história. O clube pretende dar sequência às taças ao comando do técnico Fernando Diniz. Agora, se desdobra na semifinal do Carioca.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo