Fluminense na Libertadores

Fluminense é avisado e Colo-Colo pode receber grave punição na Libertadores

A Conmebol realizou ainda na semana passada, em Luque, no Paraguai, o sorteio que definiu os grupos da Copa Libertadores de 2024. O Brasil conta com sete representantes nesta etapa: Atlético-MG, Botafogo, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Palmeiras e São Paulo. No caso da equipe comandada por Fernando Diniz, os desafios acontecerão contra Colo-Colo, Alianza Lima e Cerro Porteño.

Assim, nesta segunda-feira (25), uma delegação de fiscais da Conmebol ficará responsável por analisar o Estádio Monumental, em Santiago, no Chile, com o intuito de estudar o estado do gramado. Pensando na possibilidade de uma avaliação negativa, o Colo-Colo terá que se desdobrar e mandar seus jogos para outro local. Assim, a notícia gera um alerta ao Fluminense.

O grande problema foi apontado pelo clube na vitória Colo-Colo por 2 a 1 sobre o Sportivo Trinidense, pelo confronto de volta da terceira fase das Eliminatórias da Copa Libertadores da América. Na ocasião, César Fuentes acabando sofrendo uma ruptura do ligamento cruzado do joelho esquerdo, em decorrência de um movimento causado pela deterioração do gramado.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense segue de olho nos desafios da Libertadores

As imagens acabaram viralizando nas redes sociais, aumentando a preocupação dos torcedores. O Fluminense é o atual campeão da Copa Libertadores da América, e pode não considerar ter caído em um “grupo da morte” na temporada de 2024. Assim, as expectativas naturalmente são altas, em busca da classificação para a etapa seguinte, sonhando novamente com a taça.

Em 2023, o título chegou de maneira inédita, após final contra o Boca Juniors, realizada no Maracanã. A fase de grupos da Libertadores inicia na primeira semana de abril, com jogos confrontos entre os dias 2 e 4. A última rodada será entre 28 a 30 de maio. O campeão embolsará aproximadamente US$ 33,05 milhões (R$ 166,2 milhões), cinco milhões de dólares a mais do que na etapa passada.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo