Últimas Notícias do Fluminense

Fluminense desiste de venda e André deverá ser emprestado. É isso mesmo!

Em 2023, após conquistar a Copa CONMEBOL Libertadores, o Fluminense enfrentou a realidade de que importantes jogadores de seu elenco seriam negociados na próxima janela de transferências. Nino foi o primeiro a sair, e André, o talentoso volante, estava no caminho para deixar o clube em 2024, com uma semana decisiva à frente para definir seu futuro.

Apesar do interesse de clubes ingleses como Fulham, West Ham e Liverpool, propostas foram recusadas pelo Tricolor na janela de transferências de meio de ano para não comprometer a equipe durante a competição.

André poderá ser emprestado, mas venda é quase certa

O sucesso do Fluminense valorizou André, que se tornou titular da Seleção Brasileira. Contudo, ao final da temporada no Brasil, novas propostas não surgiram, mas o Fluminense e o estafe do jogador se mantiveram confiantes em uma transferência na próxima janela.

O Atlético de Madrid emergiu como um novo interessado, com a gestão de André apreciando o clube espanhol e o estilo de jogo do técnico Diego Simeone. Embora a Inglaterra parecesse um destino financeiramente mais atraente, com o Fulham liderando as possibilidades, o Atlético de Madrid considerava um empréstimo com obrigação de compra, uma proposta tentadora para o Fluminense.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

A recusa de uma oferta do Liverpool em 2023 sinalizou a dificuldade em manter André para o ano seguinte. A venda do jogador era vista como inevitável pelo Fluminense, que junto ao estafe de André, buscava um acordo vantajoso.

Jorge Mendes foi envolvido nas negociações, com o fim de janeiro como prazo prioritário para selar um acordo. A expectativa era que as negociações avançassem rapidamente, reforçando a ideia de que a transferência de André era uma questão de tempo.

O Fluminense considera a possibilidade de um empréstimo com obrigação de compra para André, visando maximizar o retorno financeiro da transferência do jogador. Esta estratégia, pode ser a mais vantajosa para o clube, que aspira fazer de André a maior venda de sua história, superando o valor recebido por Gerson em 2016, quando foi transferido para a Roma por 18,6 milhões de euros.

André, com uma multa rescisória de quase 100 milhões de euros, poderia ter seu passe negociado por valores que se aproximem da metade desse montante, incluindo pagamentos fixos e variáveis.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo