Últimas Notícias do Fluminense

Fluminense arruma solução para não prejudicar o gramado do Maracanã

Em uma importante vitória fora dos gramados, a dupla FLA-FLU se uniu e conseguiu ficar com a resposta positiva sobre a licitação do Maracanã, em situação confirmada para os próximos 20 anos. Vale ressaltar que há cinco anos, Fluminense e Flamengo já se desdobram sobre os cuidados do estádio. Agora, considerando os problemas envolvendo o gramado, as equipes buscam uma solução.

O objetivo é amenizar os prejuízos e estudar a melhor maneira para isso. De acordo com informações do ‘ge’, a empresa Greenleaf, que é responsável por cuidar da grama do Maracanã, vem planejando a possibilidade de plantar referente a quatro campos de futebol numa fazenda localizada em Saquarema, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro, algo que chama a atenção.

Levando em consideração as últimas temporadas, com a quantidade superior de 70 partidas em cada ano, o terreno não demonstra suportar o uso em alta demanda. Em 2022, por exemplo, contaram com uma pequena quantidade de grama sintética para amenizar os danos no terreno, no entanto, a escolha acabou não proporcionando uma melhora significativa.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense acompanha possibilidades para o Maracanã

O projeto que será passado para Flamengo e Fluminense, considera que o gramado seja trocado levando em consideração as condições climáticas do ano, contando com um tipo nas proximidades do verão, e outro, no inverno. No entanto, vale lembrar que não é um processo complexo, já que as mudanças devem ser realizadas em um tempo menor, de aproximadamente uma semana.

O principal objetivo é que não prejudiquem a realização de jogos das equipes. Para realizar todo o processo, o consórcio deve investir em equipamentos importados, que foram testados na Copa do Mundo do Catar, gerando uma confiança maior. Para o Fluminense, o acordo é extremamente importante, acumulando uma prioridade maior em relação às atividades.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo