Últimas Notícias do FluminenseDestaquesJogos e Partidas do FluminenseMercado da Bola do Fluminense

Fluminense agiu na surdina e trouxe craque para ser o 12º jogador de Diniz

Jogador tem uma assistência em 16 jogos

Na primeira janela de transferência para a temporada 2024, a diretoria do Fluminense ousou e anunciou a chegada de oito novos reforços. Apesar de viver momentos de oscilações, Fernando Diniz ainda não definiu seus onze jogadores principais, mas coloca Douglas Costa como 12º atleta. Sobretudo, o atacante é o nome que mais saiu do banco de reservas nos últimos cinco meses.

Buscando uma sequência de boas performances, Douglas Costa possui 16 partidas disputadas na atual temporada, sendo apenas seis como titular e uma assistência na conta. Nesse ínterim, o atacante foi escolhido para entrar no segundo tempo dez vezes, o que o coloca como 12º jogador de Diniz. Confira a lista completa:

1º Lugar: Douglas Costa – 10 entradas
2º Lugar: Lima Antonio Carlos e Kauã Elias – 8 entradas
3º Lugar: Terans e John Kennedy e Diogo Barbosa – 7 entradas
4º Lugar: Renato Augusto e Felipe Andrade – 6 entradas
5º Lugar: Alexsander – 5 entradas

Por outro lado, é válido destacar que o ranking poderia ter sofrido algumas alterações se não fossem baixas por lesões e até mesmo indisciplina. Em resumo, no ano de 2023, John Kennedy ocupava o posto de 12º jogador, mas por acumular diversos atos indisciplinares foi afastado do elenco principal do Fluminense na temporada atual.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense de olho no mercado

Para a janela de transferência internacional, marcada para ser aberta no dia 10 de julho, a diretoria das Laranjeiras já fechou acordo com um reforço de peso. Após 16 anos atuando no futebol europeu, Thiago Silva assinou contrato com o Fluminense válido até junho de 2026. Sobretudo, o Monstro deve desembarcar no Rio de Janeiro somente no segundo semestre para ser titular absoluto no elenco de Xerém.

– “Com muita felicidade no coração, na mente. De ter feito a escolha que pudesse me deixar mais feliz neste momento. Acho que a escolha foi assertiva, mas Isabelle (esposa) foi, como sempre, espetacular. Ela sentou e perguntou: “O que você quer?” Foi a primeira a incentivar. As pessoas perguntaram: “Por que não voltou ano passado para ganhar a  Libertadores?”. Respondi que não era o momento” – disse o zagueiro.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo