Últimas Notícias do FluminenseDestaquesMercado da Bola do Fluminense

Fluminense aceita se desfazer de + 1 jogador e atleta encaminha ida à Série B

Meia está emprestado até setembro ao Nova Iguaçu

Sem espaço no elenco do Fluminense, Yago Ferreira está cedido ao Nova Iguaçu até setembro deste ano. O que o Tricolor das Laranjeiras não esperava era que o meia de 22 anos fosse despertar o interesse de diversos clube nacionais devido ao seu desempenho no Campeonato Carioca. O jogador entrou no radar de Vila Nova-GO, Paysandu, Chapecoense e CRB, mas os cariosas não se opõem a um novo empréstimo.

Com quatro clubes da Série B disputando sua contratação nos bastidores, Yago não deverá retornar ao Fluminense para a sequência da temporada. O objetivo da diretoria tricolor é renovar o contrato com o atleta, válido até o final de 2024, e posteriormente fechar um acordo de empréstimo para que o garoto dinamize seu futebol. No entanto, os representantes do garoto somente estarão à disposição para ouvir novas propostas ao fim do Campeonato Carioca.

Apesar de não fazer parte dos planos de Fernando Diniz, o desempenho de Yago Ferreira tem deixado os torcedores tricolores empolgados. De modo geral, em 12 partidas disputadas, o meia foi recompensado com três gols e três assistências. Além disso, o jogador se tornou peça-chave para que o Nova Iguaçu atingisse o feito de chegar à final do estadual contra o Flamengo, após eliminar o Vasco da Gama.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense e as escolhas de Diniz

Além do estilo de jogo com preferência na posse de bola, Fernando Diniz é conhecido por não gostar de trabalhar com elencos compostos por muitos jogadores. Dessa forma, o retorno de Yago Ferreira não é cogitado, uma vez que sua presença seria para figurar no banco de reservas. No mais, o comandante fez questão de explicar o motivo de sua postura quando às escolhas por emprestar algumas peças.

— “Eu não gosto de elenco muito cheio. Porque os jogadores costumeiramente jogam pouco. Em determinado momento, acaba ficando menos densa a temporada, e ai você vai fazer a lista e alguns jogadores importantes que não são relacionados. Eu não gosto disso. O começo da temporada está sendo legal e importante, os meninos que começaram jogando foram muito importantes, principalmente pelo trabalho da comissão, do Marcão e do Cadu. Mas para temporada eu gosto de ter pelo menos ter dois times bem equilibrados, mas não gosto de ter um elenco tão cheio quanto temos hoje” – disse Diniz.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo