Últimas Notícias do Fluminense

Fluminense aceita e vai investir R$ 392 milhões para ter o seu estádio

O grupo formado por Fluminense e Flamengo está muito próximo de conquistar a licitação para a concessão do Maracanã, por um período de 20 anos. Após a avaliação da proposta técnica, a dupla só pode ser ultrapassada pelo Vasco/WTorre em caso de contestações ou processos judiciais. Segundo o jornalista Rodrigo Mattos no site Uol, a tendência é que o vencedor seja anunciado neste semestre.

Caso as equipes confirmem a vitória, Fluminense e Flamengo têm planos de investir aproximadamente R$ 392 milhões no estádio. Parte dessa quantia será destinada a despesas obrigatórias, enquanto outra parte será voltada para iniciativas visando aumentar a receita. No total, está previsto um investimento de R$ 316 milhões no Maracanã e mais R$ 76 milhões no Maracanãzinho.

Existem projetos de obras civis e eletromecânicas para reparos e melhorias ao estádio, incluindo melhorias nos sistemas eletrônicos. Por exemplo, os placares, que já apresentaram problemas, serão alvo de intervenções. A construção projetada para o museu do Maracanã, pode girar entre R$ 44 milhões. Nas três primeiras temporadas, é projetado um gasto de R$ 174 milhões nesse período.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense e Flamengo ainda poderão ter embates sobre o assunto

Também existe a necessidade de substituir as divisórias entre as torcidas por motivos de segurança e visibilidade. No entanto, a segmentação do estádio será mantida, pelo menos neste primeiro momento. Em relação às receitas, Fluminense e Flamengo relataram na licitação que, até outubro do ano passado, atingiram R$ 82 milhões, valores extremamente importantes.

Assim, é plausível estimar que o montante tenha se aproximado dos R$ 100 milhões até o final do ano. A principal fonte de receita é derivada dos camarotes, representando quase metade da arrecadação total. De acordo com os termos da concessão, o Vasco terá permissão para utilizar o estádio, porém não há uma diretriz estabelecida para o agendamento de jogos.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo