DestaquesÚltimas Notícias do Fluminense

Ficamos sem palavras com a maneira que Fernando Diniz foi demitido da Seleção

Fernando Diniz vinha de um 2023 muito destacado à frente do Fluminense, e com a vaga deixada após a saída de Ramon Menezes da Seleção Brasileira, Ednaldo Rodrigues fechou contrato com o treinador do Flu, que então comandaria o clube e a seleção em conjunto, estando nos dois locais nos períodos em que era necessário.

No entanto, a estratégia de Ednaldo, que era contar com Diniz até o meio de 2024 para a chegada do italiano Carlo Ancelotti, melou após o mesmo sair da presidência da CBF e o italiano renovar com o Real Madrid. Assim, a Seleção ficou de mãos vazias para o ciclo até a Copa de 2026, porém, uma reviravolta aconteceu.

Com Ednaldo voltando ao cargo de presidente da CBF, ele logo fez duas mudanças, mandando embora Fernando Diniz, que ainda tinha contrato com a Seleção. Para seu lugar, fechou com o técnico do São Paulo, Dorival Junior, que agora será o encarregado de ficar à frente da Seleção para o ciclo de 2026.

PVC detalha saída de Diniz

Em meio a toda a novela conturbada envolvendo Diniz e a Seleção, o jornalista PVC (Paulo Vinicius Coelho) detalhou como foi a demissão e o clima nos bastidores. O jornalista inclusive afirmou que os bastidores foram marcados por telefonemas, broncas e traição em seu texto publicado em seu blog no UOL.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ele ainda afirma que o treinador do Flu foi o que mais ficou incomodado com a situação e o que mais ficou bravo com a demissão, isso por ter sido, segundo palavras de PVC, desrespeitado pelos dirigentes nos quais havia confiado. Em seu texto, o jornalista também comenta sobre o clima entre São Paulo, que perdeu seu técnico, e a CBF.

“Só depois de avisar o presidente são-paulino, e de todo o noticiário dizer que Dorival era o escolhido, Ednaldo informou Fernando Diniz, justamente indignado com a falta de respeito dos dirigentes em que confiou” – contou PVC em um trecho do seu texto sobre como foi informada a demissão a Diniz.

Vale lembrar que, depois da recusa de Carlo Ancelotti, Diniz e membros de dentro do Fluminense acreditavam de maneira concreta que o técnico iria se manter na Seleção Brasileira de maneira fixa, o que tornou a notícia dada por Ednaldo ainda mais revoltante por parte de Diniz e seus auxiliares.

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo