Últimas Notícias do Fluminense

Fez história no Fluminense e agora está de volta ao Brasil por outro time

Nome de destaque ao lado do Fluminense, em importante trajetória na última Superliga feminina de vôlei, a agora ex-jogadora do clube carioca, Aleksandra Uzelac, retornou ao cenário nacional com a seleção sérvia, em compromisso pela Liga das Nações. A torcida acompanha os passos da atleta de perto, especialmente pelo desfecho de sua saída, que chamou a atenção.

A ponteira que marcou seu nome no elenco do Fluminense, não enfrentaria a seleção brasileira, no domingo, no Maracanãzinho, levando em consideração que ainda tenta superar lesão. A atleta demonstra grande carinho pela cidade, no entanto, ainda não conseguiu se recuperar do trauma de ter sofrido dois assaltos em um curto espaço de tempo. Por isso, ela não sai à noite.

“Sempre é bom voltar porque, para mim, o Rio de Janeiro é uma das cidades mais bonitas do mundo e eu gosto muito daqui. Sempre que posso, venho para cá, mas com um grupo maior, ou com minha equipe. Agora, sim, tenho um pouco de medo à noite, o que é normal. Não vamos a lugar nenhum, ficamos muito no hotel”, revelou ao ‘ge’.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Ex-jogadora do Fluminense ainda enfrenta lesão

Nas redes sociais, Aleksandra Uzelac publicou uma foto na praia do Rio de Janeiro, com a legenda “Quem voltou?”, traduzido ao português. Devido à lesão que enfrentou no quadríceps direito, quando ainda estava no Fluminense, Uzelac não poderia enfrentar a seleção brasileira, no entanto, viajou com a delegação. Ela lamentou o fato de ficar de fora do confronto.

“Estou muito triste porque eu realmente queria jogar com a nossa seleção no Brasil. Depois de tudo o que aconteceu no Rio, eu saí do país, voltei e agora não posso fazer nada. Só posso sentar no banco e torcer pela minha equipe. De todo o jeito, tudo está melhor, estou com minhas amigas aqui, e também me sinto muito bem porque os fãs brasileiros são muito acolhedores e estão sempre me apoiando”, contou.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo