Últimas Notícias do FluminenseDestaquesFluminense no BrasileirãoJogos e Partidas do Fluminense

Fernando Diniz surpreende todo mundo e termina relacionamento de anos

Técnico está suspenso do próximo jogo do Fluminense na Série A

Nesta segunda-feira (13), o Fluminense foi derrotado pelo São Paulo em jogo válido pela sexta rodada do Brasileirão de virada, por 2 a 1. Apesar do revés no Morumbi, a partida foi marcada por uma briga entre Luciano e Fernando Diniz, ex-companheiros no Tricolor do Morumbi. Como resultado da troca de farpas, treinador e atacante confirmaram que a amizade de longa data chegou ao fim após troca de xingamentos.

O rompimento entre Fernando Diniz e Luciano foi motivado por ação antidesportiva do jogador do São Paulo. Aos 39 minutos do primeiro tempo, o zagueiro do Fluminense, Manoel, estava com a bola sob controle, mas decidiu tocar para fora de campo com o intuito de receber atendimento médico. Sem respeitar o fair-play, o camisa 10 da equipe paulista cobrou lateral, o que foi o estopim para o treinador do Time de Guerreiros. 

Fernando Diniz e o fim da relação

Como resultado da discussão, jogador e técnico trocaram xingamentos à beira de campo, o que resultou na expulsão de Fernando Diniz e na advertência com o cartão amarelo para Luciano. A briga entre os dois se tornou generalizada, acarretando na paralisação do jogo por cerca de cinco minutos. Em entrevista cedida aos jornalistas presentes no Morumbis, o camisa 10 pontuou que não há mais relação de respeito com o comandante do Fluminense. 

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

– “Na hora que o Manoel caiu e eu peguei a bola o Diniz me xingou do nada. Eu pedi para ele não xingar e ele continuou xingando. Depois ele falou que a nossa amizade acabou. Então, se ele acha assim, pra mim acabou. Eu jamais xingaria ele na beira do campo. Ele tem que ver que ele não é mais meu treinador, ele é treinador da equipe adversária. Como o André falou para ele e ele xingou o André também, ele é o líder e não pode fazer isso. Teve outro treinador, acho que o Barbieri, que veio aqui uma vez e xingou nosso jogador, e eu pedi para ele não fazer isso porque ele é o líder. Eu acho que ele não deveria ter feito isso. Mas fica de aprendizado” – desabafou Luciano.

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo