Últimas Notícias do Fluminense

Felipe Melo descarta o Fluminense e revela qual o time mais temido da América

Na última quinta-feira (29), o Fluminense foi novamente destaque no cenário nacional, conquistando o título da Recopa Sul-Americana, o primeiro de toda sua história. No Maracanã, ao lado da torcida, o time carioca conseguiu reverter o resultado do duelo de ida, quando foi derrotado em 1 a 0 pela LDU, e venceu por 2 a 0, ambos os gols marcados por Jhon Arias.

O clube chegou à competição após a importante taça da Copa Libertadores da América, conquistada também no Maracanã, em confronto contra o Boca Juniors. No entanto, mesmo com o importante destaque nos últimos meses, completando um trabalho contínuo ao comando do técnico Fernando Diniz, Felipe Melo acredita que o Fluminense não chega como o time mais temido da América.

“Claro que o Fluminense não é o mais temido da América. Você tem River Plate que coloca 90 mil no Monumental, Atlético Mineiro, Flamengo… São vários clubes, o Fluminense é um a mais que merece esse respeito. Mais do que isso, importante é a nossa humildade em entender que tem que trabalhar muito”, disse Felipe Melo, após a importante conquista.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Fluminense busca continuidade na Libertadores

Vale ressaltar que os times citados por Felipe Melo na resposta, já estão garantidos para a disputa da Copa Libertadores na temporada de 2024. O Atlético-MG, por exemplo, conquistou uma única taça do torneio, ainda em 2013, quando contava com o astro mundialmente conhecido, Ronaldinho Gaúcho. O Flamengo, no entanto, já possui três taças da competição.

Na atual temporada, o Fluminense vai em busca de sua segunda taça, com o objetivo de dar continuidade às conquistas, ao comando de Fernando Diniz. Desde que foi anunciado pelo Fluminense em 2022, o experiente Felipe Melo já venceu quatro títulos: dois Campeonatos Cariocas (2022 e 2023), uma Copa Libertadores (2023) e uma Recopa (2024).

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo