DestaquesEx-Jogadores e Ídolos do Fluminense

Ex-Fluminense, Ronaldinho Gaúcho larga aposentadoria e acerta com novo time

Um dos maiores jogadores de todos os tempos e talvez um dos mais mágicos da história do esporte, Ronaldinho Gaúcho, atualmente com 43 anos e curtindo a vida de aposentado, encerrou a carreira em 2015 após uma passagem curta e quase não lembrada pelo Fluminense, onde realizou nove jogos antes de pendurar as chuteiras.

Durante sua carreira, o jogador se tornou ídolo em diversas equipes. Ele conseguiu tirar o Barcelona de uma fase ruim em 2003 e também conquistou a primeira e única, até o momento, Libertadores da América na história do Clube Atlético Mineiro, fora outras passagens marcantes no cenário nacional e internacional.

Pela Seleção, o meio-atacante também é muito lembrado, onde, com a amarelinha, ganhou a Copa do Mundo de 2002 e tem mais de 100 jogos com a camisa do Brasil. E na noite da última quinta-feira (07), o ex-jogador pegou todos de surpresa ao aparecer vestindo a camisa de um novo clube, dando adeus a um momento da aposentadoria.

Ronaldinho aparece em time de superestrelas

Durante um evento realizado para o sorteio dos grupos da próxima Copa América, que acontecerá nos Estados Unidos em 2024, a CONMEBOL, entidade que promove todas as competições sul-americanas, organizou um jogo de lendas em Miami antes do sorteio dos grupos da Copa América, com Ronaldinho envolvido.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O astro brasileiro foi reunido junto com Agüero, Higuaín e até mesmo Usain Bolt, além de outras estrelas sul-americanas que participaram da partida para promover a Copa América do ano que vem. Apesar de ser um jogo festivo, Ronaldinho conseguiu mais uma vez sentir o sabor de voltar a dividir os maiores palcos do mundo com outras lendas para jogar futebol.

O meio-campista brasileiro atuou no time “Equipe Samba”, que ainda teve junto de Ronaldinho os outros brasileiros Dida, goleiro pentacampeão de 2002, e Lúcio, zagueiro que também estava no título, além de Mauro Silva, que ganhou o tetra com a seleção em 1994. A equipe de Agüero, por outro lado, era formada por Valderrama, Zanetti, Higuaín e Maxi Rodríguez, chamada de “Equipe Tango”.

No duelo, as duas equipes de lendas tiveram como vencedor o time liderado por Agüero. A Equipe Tango venceu o Samba por 2×1, com dois gols do recentemente aposentado argentino Higuaín, enquanto o gol solitário do Samba foi marcado pelo próprio Ronaldinho, que curte sua vida de aposentadoria com jogos festivos.

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo