Últimas Notícias do Fluminense

Está confirmado: Internacional pediu a anulação do jogo

O Internacional foi derrotado pelo Fluminense na semifinal da Copa CONMEBOL Libertadores, que terá o Flu jogando contra o Boca Juniors no dia 4 de novembro, no estádio do Maracanã. Porém, vale relembrar um acontecimento de 2016, que envolve o time Colorado e o Campeonato Brasileiro.

Na época, o time de Porto Alegre reuniu todo o seu elenco em coletiva para que não acontecesse a última rodada do Brasileirão daquele ano. Isso aconteceu por conta do abalo emocional ocorrido em decorrência da tragédia com a Chapecoense e jornalistas, que vitimou 71 pessoas, deixando seis feridos, deixando a última rodada totalmente inviável.

Jogadores do Internacional encabeçaram o pedido

O lateral Ceará e o meia Alex foram os que encabeçaram as manifestações do Internacional, juntamente do presidente do clube na época, Vitorio Piffero, que buscou não falar sobre a possibidade de rebaixamento vivida pelo Colorado naquela época. A ideia era que a última rodada não acontecesse, e isso teria impactos diretos na classificação de todos os times.

“Temos um sentimento que não pode mais ter futebol em 2016. A perda é muito grande, mas ficamos sujeitos às ordens da entidade. Não estou abrindo mão (da Série A), só colocando um sentimento. O campeonato estaria incompleto”, disse o então presidente do Internacional.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Na época, o Inter estava em 17º lugar na competição, sofrendo os impactos do possível cancelamento. Questionado sobre isso, Vitorio Piffero tentou evitar as polêmicas, alegando que o clube se coloca sujeito “às ordens da entidade”, a Confederação Brasileira de Futebol.

Diretoria Colorada tentou uma virada de mesa

Além disso, Piffero também falou sobre a denúncia feita ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), alegando a escalação irregular do zagueiro Victor Ramos, jogador do Vitória em 2016. O time da Bahia era um dos rivais diretos no rebaixamento. E para tentar endossar seu discurso, ele voltou a citar o “tapetão” de 2005, quando uma série de fatores mudaram os rumos do Brasileirão logo em seu final.

E para tentar se manter na elite, o time tinha a obrigação de ganhar o Fluminense fora de casa, mas a partida terminou empatada em 1 a 1, frustrando todos os planos da diretoria.

Contudo, todos os esforços do Internacional foram em vão, com o clube gaúcho caindo pela primeira vez para a Série B, onde jogou toda a temporada de 2017, conseguindo o acesso para retornar à elite do Brasileirão.

Alvaro Cunha

Completamente apaixonado por esportes, videogames e cinema. Acompanha diversas competições de futebol, futebol americano, corridas, golfe e outros esportes.
Botão Voltar ao topo