Últimas Notícias do Fluminense

Dupla de atletas dispensados pelo Fluminense está dando show em torneio internacional

Se no ambiente dos torcedores do Fluminense o atacante Caio Paulista, que foi formado nas categorias de base do clube e emprestado ao São Paulo, nunca foi um jogador que todos concordavam, na equipe paulista ele parece ter encontrado seu caminho. O mesmo pode ser dito sobre o meia Michel Araújo, também emprestado pelo Fluminense.

No jogo desta noite contra o Tolima, realizado no Morumbi e válido pela Sul-Americana, o Caio Paulista marcou dois gols, enquanto Michel Araújo deu uma assistência, contribuindo para a vitória por 5 a 0.

O jogador Michel Araújo, de 26 anos assinou um contrato por empréstimo com o São Paulo até o final de 2024. Com essa contratação, o jogador uruguaio se torna o 11º reforço do São Paulo nesta temporada, além de ser o nono estrangeiro a integrar o elenco tricolor.

Já Caio Paulista, o oitavo reforço da temporada, foi oficialmente emprestado pelo Fluminense, estará no clube até o final do ano.

Passagem no Fluminense:

Caio Paulista foi um dos primeiros reforços durante a gestão de Mário Bittencourt, em um período em que o Fluminense enfrentava dificuldades financeiras para contratar. Após se destacar no Avaí, despertou o interesse tanto do Fluminense quanto do Internacional e, assim, chegou por empréstimo junto ao Tombense.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Seu melhor momento ocorreu em 2021, sob o comando de Roger Machado, quando se estabeleceu como titular absoluto na posição de ponta-direita e se tornou um dos destaques da equipe. Essa performance levou a diretoria tricolor a investir R$ 9,2 milhões para adquirir 50% dos direitos econômicos do atacante.

Michel Araujo se destacou quando atuou como uma espécie de terceiro homem de meio-campo sob o comando do técnico Odair Hellmann. Em 2021, foi emprestado ao Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos, onde voltou a atuar de forma mais avançada e marcou 13 gols em 33 jogos. No entanto, o clube não exerceu a opção de compra no valor de US$ 3 milhões de dólares (R$ 14,5 milhões na época).

Rodrigo Simões

Apaixonado por futebol internacional e alternativo, assim como por lutas (MMA, sobretudo). A melhor coisa do mundo é desfrutar de um estádio em dia de jogo e de um bom show de rock n' roll.
Botão Voltar ao topo