Últimas Notícias do Fluminense

Dirigente do Vasco dá a entender que o Fluminense quer ganhar por W.O.

O discurso proferido por Mário Bittencourt durante uma entrevista concedida ao programa Seleção SporTV sobre o interesse do Vasco da Gama em relação ao estádio Maracanã, causou uma reação negativa na sede do clube cruzmaltino.

O vice-presidente geral, Carlos Roberto Osório, emitiu uma resposta à entrevista em questão, durante uma conversa com o portal esportivo ge, expressando sua opinião sobre a postura adotada pela dupla Fla-Flu durante todo o processo. Ele não poupou críticas contundentes, deixando claro seu descontentamento com a atitude dos representantes do Fluminense.

“Estamos vivendo um teatro do absurdo. É público e notório que o Vasco tem uma proposta para a gestão temporária do Maracanã desde outubro, em condições financeiras mais vantajosas para o Estado que as atuais. É inacreditável não permitir que o Vasco apresente sua proposta. Querem ganhar de WO, excluindo a concorrência”, disse o dirigente Cruz-Maltino.

Dirigente Vascaíno fala sobre acusação sobre o gramado do estádio

O líder do Vasco da Gama, atualmente ocupando o cargo de presidente em função da ausência temporária de Jorge Salgado, demonstrou um grande nível de frustração diante das alegações levantadas por Mário Bittencourt.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

O representante do Fluminense declarou publicamente que o time de São Januário teria “arruinado” o estado do gramado do Maracanã durante a partida contra o Palmeiras, no último sábado. Essas declarações causaram grande indignação no dirigente vascaíno, que negou veementemente tais acusações.

“O Mário textualmente diz que o Vasco destruiu o gramado do Maracanã. Não é verdade. Qualquer pessoa de bom senso vai ver que isso não é verdade. Flamengo e Fluminense juntos mandaram 23 partidas no Maracanã em 2023.

Um jogo do Vasco destruiu o gramado? Ou foi o planejamento que foi mal feito? Nos últimos três anos tivemos 17 ocasiões com jogos com intervalo de 24 horas no Maracanã. É inacreditável o que acontece no gramado do Maracanã. O Maracanã aguenta tudo, menos os jogos do Vasco. 17 jogos de diferença de 24 horas, mais de 200 pessoas no gramado na despedida do Fred, shows, menos o Vasco. Isso é uma falácia, uma aberração”, concluiu o dirigente do Vasco.

Botão Voltar ao topo