Últimas Notícias do Fluminense

Diniz não tem papas na língua e rasga o verbo sobre Alexsander

O Fluminense vive agitado início de temporada, e por chegar após um ano extremamente marcante, conquistando o título da Copa Libertadores da América, gera grandes expectativas entre os torcedores. No momento, ainda no início das competições, tem realizado ajustes e gera certas dúvidas entre os torcedores. A ausência de Alexsander, por exemplo, gera questionamentos ao técnico Fernando Diniz.

O jogador surgiu com destaque na temporada de 2022, no entanto, não tem recebido tantas oportunidades em campo. O momento é visto com certa naturalidade pelo técnico Fernando Diniz, que questionado sobre o assunto, destacou a importante capacidade do volante e recordou alguns problemas envolvendo lesões, o distanciando das possibilidades.

“O Alexsander é um grande talento. Na minha chegada, ele começou (para suprir) a carência na lateral esquerda. Naquele momentos, decidimos que era o momento de segurar o Caio (Paulista), então decidimos dar uma preservada. Depois que Calegari machucou, ele virou titular. Alguns jogos depois, voltou para atuar como segundo volante”, disse ao site do ‘ge’.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Diniz detalhe possível recuperação de Alexsander

Assim, terá que ir em busca da recuperação gradativa, proporcionando o ritmo necessário para buscar o espaço no Fluminense. “Quando o Alexsander machucou, ele era um dos três melhores jogadores do time. Talvez o mais importante. Estava voando baixo. Teve a primeira lesão, depois veio a segunda que foi pior do que a primeira. Ele tem sofrido com lesões”, iniciou Diniz.

No entanto, Diniz acredita na recuperação do atleta, garantindo que ele pode superar os números do ano anterior: “Está adquirindo o seu melhor ritmo, a sua melhor forma. Nós esperamos que o Alexsander possa jogar no mesmo nível ou até melhor do que no ano passado”. Agora, os torcedores do Fluminense acompanham de perto a evolução.

Isadora Reis

Estudante de jornalismo, torcedora assídua do futebol nacional e apaixonada por escrever sobre esportes.
Botão Voltar ao topo