Últimas Notícias do FluminenseDestaquesFluminense no BrasileirãoJogos e Partidas do Fluminense

Diniz não se cala e faz duras críticas ao Palmeiras

Na tarde do último domingo (03), o Fluminense entrou em campo pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro para enfrentar o Palmeiras dentro do Allianz Parque. Em um jogo que praticamente valia a taça da competição, o Tricolor das Laranjeiras acabou saindo derrotado pelo placar de 1×0, praticamente definindo os números finais do campeonato.

A derrota por 1×0 deixou o Palmeiras mais isolado do que nunca na ponta da tabela, com 69 pontos. Agora, o time paulista precisa apenas de um empate na última rodada para confirmar o título. Mesmo em caso de derrota, o Palmeiras dependerá de uma vitória do Atlético MG por 8×0 ou do Flamengo por 15×0, considerando que ambos jogarão suas últimas partidas fora de casa.

Entretanto, apesar do campeonato estar praticamente decidido, a partida contra o Palmeiras também foi marcada por um time alternativo do Flu, com diversos titulares poupados pelo treinador Fernando Diniz, principalmente devido ao Mundial e à grama sintética, algo que, após o jogo, Diniz voltou a criticar.

Fernando Diniz volta a fazer críticas ao gramado sintético

Vindo de uma longa sequência de jogos, o Fluminense já começou a focar no Mundial de Clubes, onde estreia no dia 18/12. Visando a competição, Fernando Diniz decidiu poupar a maioria dos titulares diante do Palmeiras, e durante sua coletiva, Diniz voltou a chamar a atenção para o gramado, alertando que pode interferir no jogo, embora não tenha sido o fator principal.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

“Se eu tivesse receio da (grama sintética), não teria colocado os jogadores. O sentido de poupar jogadores era muito mais pela sequência e coincidiu também de ser contra o Palmeiras em um campo sintético, que tem suas particularidades. Mas o fator primordial não foi o campo sintético, embora o campo sintético seja um campo que muda o jogo” – disse o treinador em coletiva.

Apesar de alertar que não poupou os jogadores principalmente pelo gramado, Diniz voltou a fazer críticas ao Palmeiras e aos clubes que utilizam gramado sintético de maneira geral, principalmente por suas particularidades, citando sua passagem pelo Athletico Paranaense como exemplo.

“Eu já trabalhei no Athletico-PR e acho que é outra partida, muda a técnica, a tática do jogo. Para a saúde do jogador, é um campo que traz malefícios adicionais se comparados ao de grama normal” – concluiu Fernando Diniz, que agora, apesar da última rodada, já está pensando no Mundial de Clubes mas usando o Brasileirão como preparação.

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo