Últimas Notícias do FluminenseDestaquesJogos e Partidas do Fluminense

Diniz fez a boa e garantiu grande craque para o Fluminense

Atacante afirmou ter sido recuperado no fundo do poço

Nesta quinta-feira (29), de forma heroica, o Fluminense o título da Recopa Sul-Americana 2024. Após ser derrotado no primeiro jogo, em Quito, por 1 a 0, o Tricolor das Laranjeiras triunfou por 2 a 0, e garantiu a façanha histórica. Responsável pelos dois gols do triunfo, Jhon Arias abriu o coração e falou sobrea importância de Diniz em relação a seu desempenho.

Para se criar um elenco campeão é necessário começar com o treinador centrado e que passe confiança para seus jogadores. Mostrando que o Fluminense não foge da lógica em questão, Jhon Arias, depois de ser eleito o melhor jogador da Recopa, relevou um lado sombrio de sua vida. O atacante contou que o falecimento de sua avó o desestabilizou, as que Fernando Diniz o trouxe de volta a realidade com seu espírito paterno.

– “O futebol vai além das quatro linhas e eu estava muito machucado com o que aconteceu com a minha avó. O Fluminense conseguiu realmente me salvar. Então, todas as vezes que entro em campo, no treino, no jogo, que estou aqui com a sensação para retribuir ao que os caras têm feito por mim. São coisas de Deus minha caminhada se cruzar com o Fernando Diniz. Um cara extremamente dedicado e que dá sua vida ao jogador. Eu sou um cara mais reservado e o Diniz conseguiu se preocupar comigo como talvez ninguém tenha feito além da minha família. Tenho uma relação com ele muito boa, cada vez mais próxima, de muito respeito, muita admiração por ele e pelo trabalho dele” – revelou o craque.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Retribuição com a camisa do Fluminense

Com um potencial fora de curva, Arias é um dos jogadores mais queridos pelos torcedores do Fluminense. Desde sua chegada ao Rio de Janeiro, o colombiano disputou 152 partidas, por onde marcou 33 gols. Nesse ínterim, faturou o Campeonato Carioca duas vezes (2022 e 2023), Copa Libertadores da América (2023) e Recopa Sul-Americana (2024).

Iara Alencar

Sou apaixonada por esportes, principalmente pelo futebol. Trabalho há cinco anos como redatora esportiva e publico matérias sobre as principais ligas da modalidade. Adoro escrever e estar por dentro de tudo que envolva o mundo da bola.
Botão Voltar ao topo