DestaquesMercado da Bola do FluminenseÚltimas Notícias do Fluminense

Diniz demitido do Fluminense! Técnico recebeu o comunicado do presidente Mário Bittencourt 

O Fluminense durante muito tempo viveu grandes momentos conturbados. Com certeza, um dos maiores episódios de confusão envolveu o treinador Fernando Diniz, atual campeão da América e ídolo incontestável do Flu. Porém nem sempre a relação entre o treinador e o clube foi positiva.

Em 2019, Diniz estava começando sua carreira em clubes de maior expressão. Ele vinha de uma passagem no Athletico Paranaense e fechou com o Flu por ser um técnico considerado “diferente”. No entanto, sua primeira passagem durou apenas seis meses, quando foi demitido pelo presidente Mario Bittencourt.

O episódio da demissão ocorreu em 2019, após uma derrota para o CSA, dentro de casa, dentro do Maracanã. Vale lembrar que, naquele ano, o elenco do Tricolor era muito inferior ao de 2022 e 2023. Apesar de o técnico ter chamado a atenção pelo seu estilo único, mesmo assim foi mandado embora, com xingamentos de “burro” entoados pela torcida no duelo contra o CSA.

Demissão de Diniz foi feita por Mário Bittencourt

Já presidente do Fluminense na época, Mário Bittencourt, que foi quem contratou Diniz em 2022, também o mandou embora em 2019. Na época da sua demissão, a entrada na zona de rebaixamento foi a gota d’água para que treinador e clube encerrassem o contrato de forma melancólica.

Participe agora do nosso grupo exclusivo do Whatsapp, Telegram ou acesse nossas comunidades.

Diniz havia sido contratado em dezembro de 2018 para tirar o Fluminense da seca de títulos que o time vinha enfrentando. Durante sua primeira passagem até a demissão, o Fluminense de Diniz disputou 44 jogos, venceu 18, empatou 11 e perdeu 15. Em 2019, o Tricolor marcou 71 gols e sofreu 48, tendo um aproveitamento de 49,2% sob o comando de Fernando Diniz, gerando muitas críticas ao elenco e ao técnico.

Diniz deixou o Fluminense naquela altura nas quartas de final da Sul-Americana, contra o Corinthians, onde o Flu foi eliminado devido ao gol fora. No Brasileirão, ele deixou o Fluminense na 18ª posição da tabela, com 12 pontos e a segunda pior defesa do torneio.

No entanto, contratado novamente em 2022, quando estava em baixa na carreira, o Flu deu uma nova chance ao técnico com um elenco ainda mais qualificado. Desta vez, o casamento foi perfeito. Embora no primeiro ano não tenha conquistado títulos, em 2023, foi campeão da América pela primeira vez e também conquistou o título carioca, conseguindo sua redenção no Flu.

Leonardo Simões

Trabalhar com futebol é algo que hoje é minha maior realização, por mais que em outras áreas eu tenha uma boa qualidade é no futebol que eu me identifiquei.Também sou apaixonado por basquete e sempre tento acompanhar todas as ligas, sendo bem antenado a acompanhar diversos esportes além do futebol.Antes de trabalhar com futebol fiz diversos trabalhos, sendo de atendente em shopping até vendedor em televendas, e principalmente após começar a faculdade de jornalismo decide rumar para a área esportiva.
Botão Voltar ao topo